Vida nova para a velha camisa branca

- O Estado de S.Paulo

De volta à cena fashion, a peça vira mote de uma campanha contra o trabalho escravo

ONG Freedom for All renova camisa branca em prol do fim da escravidão contemporânea

ONG Freedom for All renova camisa branca em prol do fim da escravidão contemporânea Foto:

Ela parece ter sido roubada do guarda-roupa masculino. Mais comprida, mais solta e de algodão, a camisa branca ressurge como uma das principais peças dessa temporada.

Em Nova York, a Tome, uma jovem grife local que conquistou reconhecimento com seu estilo bem acabado e sem frescura, transformou a peça em referência. "Éramos jovens admirando fotos de Linda Evangelista feitas por Peter Lindbergh em todas as encarnações possíveis da camisa branca", disseram os estilistas australianos Ryan Lobo e Ramon Martin, por e-mail. Agora eles criaram um modelo arrojado e sem gola para o Freedom For All, grupo sem fins lucrativos fundado por Katie Ford, diretora executiva da Ford Models, cuja missão é encerrar a escravidão contemporânea formando parcerias com organizações locais para resgatar e reabilitar as vítimas. "Vemos na camisa branca a metáfora perfeita para o início de uma vida nova, o grande objetivo da missão de Katie para a emancipação dessas vítimas", escreveram eles. Para saber mais sobre a organização e o projeto com as camisas brancas, visite freedomforall.org. A camisa poderá ser encontrada exclusivamente na net-a-porter.com. O preço é US$ 410, e 100% do dinheiro fica com a Freedom For All - um bom investimento e um investimento no bem.

Tradução de Augusto Calil