Uniforme da seleção brasileira na Copa é feito de garrafas PET recicladas

Redação - O Estado de S.Paulo

Tecnologia desenvolvida pela Nike permite camisas ecologicamente corretas e com alta performance esportiva

Além do uniforme usado pelos jogadores em campo, a tecnologia foi empregada em todas as peças das coleções 

Além do uniforme usado pelos jogadores em campo, a tecnologia foi empregada em todas as peças das coleções  Foto: Divulgação/Nike

O uniforme da seleção brasileira para a Copa do Mundo da Rússia, assim como todos os outros desenvolvidos pela Nike para o campeonato, são feitos a partir de garrafas PET recicladas. 

Para cada time, a empresa derreteu de 12 a 18 embalagens plásticas, as transformou em flocos e depois em pastilhas. Estas pastilhas foram derretidas novamente para virarem fios. A tecnologia, usada nas camisas Vaporknit (usadas pelo Brasil, Croácia, Inglaterra, Nigéria, Polônia e Portugal) quanto nas Match (das seleções da Austrália, Arábia Saudita e Coréia do Sul), une a alta performance esportiva com sustentabilidade. 

Mas, a reciclagem não é uma novidade da Nike para a Copa do Mundo: desde 2012, a empresa já retirou cerca de 5 bilhões de garrafas PET de aterros sanitários e 75% das suas peças (entre esportivos, roupas casuais e tênis) possuem fibras extraídas do material.