Surfwear inspira estilistas e ganha as ruas

- O Estado de S.Paulo

A nova geração de campeões trouxe o surfe de volta à moda. Neoprene, silhuetas justas e estampas florais aparecem agora em peças de pegada urbana e descolada

Biquínis Triangl

Biquínis Triangl Foto: Divulgação

Esqueça o bermudão floral, o shortinho de tactel e o chinelo plataforma. O surfwear está de volta, mas em peças descoladas e não necessariamente de grifes ligadas ao universo do esporte. No Brasil, o mérito do fenômeno é dos campeões Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, que colocaram a modalidade na crista da onda (perdão pelo trocadilho!). Fora do País, o lifestyle marcado por liberdade, juventude e ousadia também inspira estilistas e marcas a oferecer opções que vão além do básico. 

Especializada em moda praia, a australiana Triangl virou febre na Europa e nos Estados Unidos no último verão graças aos biquínis de neoprene sem estampas, com cores básicas e recortes que modelam o corpo. A grife tornou-se ainda um case no Instagram, em que tem mais de 2,7 milhões de seguidores dispostos a dar muitos likes nas fotos de belas mulheres usando as peças à beira de um mar azul piscina. 

Divulgação
Ver Galeria 12

12 imagens

Outras marcas, como a australiana N.L.P e a americana Cynthia Rowley, também tem feito do neoprene seu carro-chefe. Por aqui, a Triya apresentou no último São Paulo Fashion Week uma coleção de beachwear totalmente inspirada no tema do surf - o pano de fundo do desfile, inclusive, era a paixão de um surfista por uma sereia. Na passarela, muita lycra, microfibra e, claro, muito neoprene em peças de shape esportivo.

Adriana Barra, estilista famosa pelas estampas maximalistas, integra o rol de entusiastas da tendência. Ela se inspirou nos campeonatos de surfe para criar e fotografar sua coleção passada. A locação escolhida foi uma casa em Maresias, no litoral paulista, a mesma que hospeda os principais surfistas do mundo em períodos de competição ou treinamento. Em consonância com a moda mundial, a ideia de Adriana era levar o surfe da praia para a cidade. “Quis fazer uma coisa mais mais urbana, mais contemporânea e ligada aos dias de hoje", afirma a estilista. "A praia é a minha praia. Namorei surfistas, acompanhei a história do surfe e pratiquei long board. Nada mais natural que esse tema apareça vez ou outra nas minhas coleções, sempre de maneira que fuja do clichê." 

Jaqueta Adriana Barra

Jaqueta Adriana Barra Foto: Divulgação