Suíça proíbe a venda de cosméticos testados em animais

Gabriela Marçal - O Estado de S. Paulo

ONG internacional para o fim da crueldade com animais critica a falta de proibição semelhante no Brasil

No Estado de São Paulo, empresas são proibidas de realizar testes de cosméticos em animais

No Estado de São Paulo, empresas são proibidas de realizar testes de cosméticos em animais Foto: Epitácio Pessoa/Estadão

A Suíça proibiu oficialmente a venda de cosméticos testados em animais atendendo a medida da União Europeia que orientou o fim gradual da prática a partir de 2013. O anúncio, feito em dezembro, ressalta que também estão banidas marcas que fazem testes em outros países como a China, ou seja, a importação de itens com estas condições também está vetada. 

Ao comemorar a iniciativa suíça, a ONG internacional para o fim da crueldade com animais (Cruelty Free International) criticou a falta de uma legislação semelhante no Brasil. "Estamos muito satisfeitos que a Suíça não permitirá mais cosméticos que envolvem o sofrimento dos animais serem vendidos no país. Este movimento é o próximo passo da nossa campanha de 20 anos para acabar com os testes em animais em todos os lugares e para sempre. Sem medidas similares, a Austrália, o Brasil, o Canadá, a Rússia e os EUA estão ficando para trás. Agora é a hora de cada governo agir e fazer a coisa certa", disse Michelle Thew, CEO da Cruelty Free International.