Site afirma que atrizes usarão preto no Globo de Ouro em forma de protesto

Redação - O Estado de S.Paulo

Segundo o 'E! News', mais de 30 mulheres de Hollywood se manifestarão contra os assédios sexuais que ocorrem na indústria do cinema

Meryl Streep é uma das indicadas ao Globo de Ouro 2018

Meryl Streep é uma das indicadas ao Globo de Ouro 2018 Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Desde que o jornal The New York Times publicou o depoimento de atrizes acusando o produtor de cinema Harvey Weinstein de assédio sexual, em outubro deste ano, atrizes, apresentadoras, produtoras, diretoras e outras mulheres de Hollywood têm falado sobre as situações vexatórias que já passaram enquanto trabalhavam. Neste grupo estão inclusas Salma Hayek,  Meryl Streep, Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow.

Segundo o portal E! News, elas levarão as denúncias ao Globo de Ouro, que está marcado para o dia 7 de janeiro. "A maioria das mulheres, atrizes ou convidadas, se juntaram em forma de protesto e solidariedade umas com as outras", disse uma fonte. "Elas combinaram de usar preto como uma forma de criticar as injustiças que ocorrem em Hollywood desde sempre." 

Embora o texto não especifique quais foram as mais de 30 mulheres que fecharam o acordo, algumas das indicadas ao prêmio - e, portanto, possíveis participantes do protesto - são grandes nomes da indústria, como Jessica Chastain, Meryl Streep, Michelle Williams, Helen Mirren e Reese Witherspoon.