Saiba os detalhes da exposição que conta a trajetória da Louis Vuitton

Maria Rita Alonso - Especial para O Estado de S. Paulo

Mostra chega aos Estados Unidos e relembra o trabalho de Marc Jacobs à frente da grife

Exposição 'Volez, Voguez, Voyagez' traz a história da Louis Vuitton através de um dos itens mais importantes da marca: suas malas

Exposição 'Volez, Voguez, Voyagez' traz a história da Louis Vuitton através de um dos itens mais importantes da marca: suas malas Foto: Maria Rita Alonso

Quando os meios de transporte evoluíram e se popularizaram, e a humanidade começou a viajar pelo mundo, surgiu a Louis Vuitton oferecendo algo inovador: a mala! Mais útil, impossível. É desse começo da marca francesa, fundada em 1854, que se trata a exposição itinerante "Volez, Voguez, Voyagez", que já esteve em Paris e em Seul e agora chega a Nova York. Há todo tipo de bagagem exposta: dos famosos baús logotipados e compartimentados de mil jeitos diferentes aos vestidos do Oscar, em uma sala especial e inédita em homenagem aos Estados Unidos. Inclusive, nesta sala, o trabalho do designer Marc Jacobs, que ficou 16 anos à frente da grife, é relembrado. Estão expostas as criações clássicas do estilista sob a assinatura da Vuitton. A mostra, dividida em dez partes, traz ainda peças icônicas da marca e registros históricos em montagens espalhadas em dois andares do edifício American Stock Exchange, a antiga Bolsa de Valores, em Lower Manhattan.

O historiador parisiense Olivier Saillard, um dos curadores de moda mais respeitados do mundo, assina a exposição. Ele conta que ficou fascinado pela história do fundador, que aos 14 anos deixou a família na região de Jura, na França, e viajou por dois anos a pé até chegar em Paris para ganhar a vida como empacotador. "Tentei esquecer um pouco da Louis Vuitton, a grande marca, para lembrar do homem que começou essa história toda", disse Saillard. Em seu próprio ateliê, o então jovem artesão Louis Vuitton conquistou a elite francesa fazendo baús personalizados enfeitados com as flores de quatro folhas inspiradas nos motivos orientais populares na era vitoriana, que virariam o famoso monograma da grife. Inventou em seguida as malas de lona, mais leves e à prova d`água, que podiam ser facilmente transportadas. Na mostra, estão ainda as frasqueiras, os cabideiros, as cestas para piquenique e as ferramentas usadas na confecção de tudo isso.

Há referências às antigas viagens em um avião exposto com malas acomodadas em suas asas, como voavam antigamente e um vagão de trem à vapor, com destaque para a visão da paisagem, além de um veleiro gigante. Uma verdadeira viagem ao mundo das viagens. 

 

Além das malas, looks também estão expostos em Nova York

Além das malas, looks também estão expostos em Nova York Foto: Maria Rita Alonso

Mostra relembra peças antigas, mas também traz ícones recentes da marca, como a coleção em parceria com a Supreme

Mostra relembra peças antigas, mas também traz ícones recentes da marca, como a coleção em parceria com a Supreme Foto: Maria Rita Alonso