Saiba como evitar o mofo no guarda-roupa durante o verão

Marília Marasciulo - O Estado de S.Paulo

Guardar as peças em sacos de TNT e colocar vinagre de maçã no armário estão entre os cuidados simples para conservar as roupas de inverno

O verão está aí e as altas temperaturas também. É hora de guardar os casacos no maleiro ou no fundo do armário e abrir espaço para as roupas mais leves. Afinal, deixar aquilo que é mais usado à mostra é um dos princípios básicos de organização de um closet.  O problema é que, em locais úmidos e pouco arejados, as roupas tendem a acumular mofo - algo comum, mas fácil de ser contornado.

Na hora de guardar as roupas de inverno, é essencial que estejam lavadas

Na hora de guardar as roupas de inverno, é essencial que estejam lavadas Foto: Reprodução/ Pinterest

A primeira dica de Micaela Goés, especialista em arrumação e apresentadora do programa Santa Ajuda do canal GNT, é sempre guardar as roupas lavadas, mesmo que tenham sido usadas apenas uma vez. “Nossas células mortas servem de alimento para fungos, traças e outros insetos e micro-organismos que podem causar mofo”, explica. Como os bichos se alimentarem de matéria orgânica, os tecidos naturais, a exemplo de algodão, lã e couro, costumam ser os mais suscetíveis.

 

Dica 2: com as roupas lavadas, armazene-as em sacos de tecido que permitem ventilação e, ao mesmo tempo, protegem da poeira. Os de TNT, leves e cheios de furinhos, são uma boa opção. Sacos de plástico ou a vácuo não são recomendados. Apesar de ajudarem a diminuir o espaço, eles não deixam o ar circular, por isso permitem a proliferação do mofo.

Armazenar as roupas em sacos de tecido ajuda a prevenir o mofo. Eles permitem a ventilação e ao mesmo tempo protegem da poeira.

Armazenar as roupas em sacos de tecido ajuda a prevenir o mofo. Eles permitem a ventilação e ao mesmo tempo protegem da poeira. Foto: Reprodução/ Pinterest

Algumas medidas simples e caseiras ajudam a prevenir o incômodo. Segundo Micaela, folhas de louro, vinagre de maçã e óleo de cravo são repelentes naturais, que esterilizam o armário. Vale colocar as folhas dentro dos saquinhos e limpar as prateleiras com o vinagre ou o óleo. Arejar e expor as roupas ao sol ao menos uma vez por mês é outra solução. No mercado, também há produtos específicos para este fim: sachês e aparelhos eletrônicos que absorvem a umidade, forros de papéis anti-mofo (atenção: não vale forrar prateleiras com tecido, pois ele também alimenta os bichos) e naftalina. Essa última é eficaz, mas deixa um cheiro desagradável no ambiente e nas peças.

 

Se, mesmo com todas estas dicas, as roupas mofarem, não se desespere. Cada tecido requer um cuidado próprio, mas uma solução é remover o mofo do local com uma esponja ou escovinha e lavar conforme as orientações da etiqueta. “Nem tudo que mofa está perdido”, afirma Micaela.