Rock'n'roll nos fios: repicado volta a fazer a cabeça das mulheres

Gabriela Marçal - O Estado de S.Paulo

Após aparecer no desfile de Tom Ford, o corte retorna com franja lateral; veja dicas de Marco Antônio de Biaggi e Rodrigo Cintra

No desfile de Tom Ford, as modelos usaram o cabelo com franja lateral

No desfile de Tom Ford, as modelos usaram o cabelo com franja lateral Foto: Divulgação

Fios desalinhados, franja lateral desfiada e comprimento na altura dos ombros. Essa é a versão moderna do cabelo repicado usado pelas modelos na passarela de verão do estilista Tom Ford, em Londres, e também é a aposta dos cabeleireiros Marco Antonio de Biaggi e Rodrigo Cintra.

O corte repicado foi bastante usado nos anos 90 e para Biaggi a roqueira Courtney Love é a pessoa que representa melhor o cabelo dessa época. Mas a versão moderna desse estilo é mais sutil como explica Cintra: “antes o repicado começava no alto da cabeça, hoje é feito do meio para as pontas”.

Para Biaggi, a roqueira Courtney Love representa a inspiração nos anos 90 do corte repicado

Para Biaggi, a roqueira Courtney Love representa a inspiração nos anos 90 do corte repicado Foto: Divulgação

Segundo Biaggi, não é preciso ter medo de ficar com a cara da década de 90, pois os finalizadores usados hoje (dry shampoo, surf spray, pomada) dão uma textura mais seca e atual. “O segredo desse corte é, depois que secar, usar dry shampoo na raiz e envolta da rosto. Outro truque é usar a chapinha apenas nas pontas para reforçar o efeito desconectado”, conta o cabeleireiro.

Para as clientes que adotam esse visual, Rodrigo Cintra diz que os aliados são o secador de cabelo usado com difusor, pomada seca usada nas pontas ou um ativador de cachos e, para manter a proposta,  o corte tem que ser refeito a cada três meses. “Sempre peço para elas secarem os cabelos torcendo a ponta dos fios com os dedos para dar mais movimento às pontas”.

Mas depois de tantas indicações de cuidados, não se assuste. O corte também funciona para quem não quer ter muito trabalho, nesse caso basta “amassar” os fios com as mãos. Essa proposta também é uma boa pedida para a maioria das mulheres. “Não indico apenas para quem tem um rosto muito arredondado, pois o volume do cabelo nas laterais pode dar um aspecto muito horizontal para a mulher”, explica Cintra.

“O messy hair é perfeito para uma mulher urbana, que gosta de moda, de se maquiar, de fazer um olhão. Esse corte é mais fashion que sexy”, diz Biaggi, que é conhecido por assinar os cabelos de capas de revistas femininas.

As mulheres que têm fios finos podem encontrar nesse corte em camadas uma boa opção para conseguir cabelos com mais movimentos.

Acompanhe o canal de moda e beleza da Estadão no Facebook, Instagram e Twitter.