Pole dance: conheça a marca que vende peças exclusivas para a prática

Isabela Serafim - Especial para O Estado de S.Paulo

Empreendedora deixou o emprego para investir na Aysha Fit, especializada em itens para o esporte

A Aysha Fit é especializada em roupas para pole dance.

A Aysha Fit é especializada em roupas para pole dance. Foto: Divulgação

Carolina Eugenio, de 33 anos, começou a praticar pole dance há quatro. A dificuldade de encontrar roupas que se adequassem à prática fez com que ela decidisse encomendar os próprios looks para uma costureira conhecida. As peças feitas sob medida fizeram sucesso entre as amigas da aula. Então, em 2014, Carolina decidiu lançar a Aysha Fit, especializada em roupas para pole dance.

O negócio deu tão certo que há oito meses ela deixou o cargo de secretária executiva em uma empresa para se dedicar à grife. Hoje, Carolina trabalha em sua própria casa, onde fica o estoque da Aysha Fit, e cuida de muitas etapas do trabalho. “Desenho as peças, penso na modelagem e mando para um ateliê de costura”, conta. “O produto chega na casa da cliente de um jeito especial. Embalo com essência e coloco uma toalha de brinde."

Os tops e shorts são supercurtos. 

Os tops e shorts são supercurtos.  Foto: Divulgação

As diferenças entre as roupas para pole dance e as feitas para a ginástica convencional são resumidamente o tamanho. Isso porque o esporte necessita do contato entre a barra e a pele. Então, shorts e tops precisam ser bem curtos. "Temos uma trava para a modalidade nas coxas, nos joelhos e até na barriga", diz Carolina. As partes de cima também são mais fechadas, já que as alunas ficam de ponta-cabeça em muitos momentos. "As roupas estão entre o beachwear e a academia." 

As peças, que são vendidas online e em alguns pontos da cidade de São Paulo, custam entre R$ 79,90 e R$ 169,90. Agora, a empreendedora quer focar em consolidar a marca e exportar. "Ainda sou pequena, mas quero elaborar roupas para outros esportes de nicho, como o stand up paddle. Muita gente não quer praticar de biquíni."