O guarda-roupa prático e desconstruído de Fernanda Yamamoto

Mariana Belley - O Estado de S.Paulo

Um processo de autoconhecimento de um indivíduo que busca se encontrar em um caminho de pedras. Foi esse universo que inspirou a estilista

Desfile de Fernanda Yamamoto foi o terceiro desta quinta-feira.

Desfile de Fernanda Yamamoto foi o terceiro desta quinta-feira. Foto: Alex Silva/Estadão

Uma coleção que forma um guarda-roupa prático e versátil. Sobretudo, saias lápis, comprimento midi, alfaiataria. As costuras são explícitas, do avesso. Em casado desfiado e vestidos, lantejoulas dão brilho aos looks. 

Peça inédita na coleção, o tricô aparece forte na passarela e faz conjunto com saia lápis, tendência pra ficarmos de olho. Aparecendo como novidade, a estilista reaproveitou todas as sobras de tecidos, tingiu de preto e tricotou rebarbas em casacos, saias, vestidos e blusas. Preto e cinza são os tons base para a linha. 

Por fim, para quebrar o peso das cores e formas, Fernando aplica flores em camisetinhas de manga comprida e nas golas de casacos.