Nova mania fashion: silêncio na primeira fila de desfiles

ELIZABETH PATON - O Estado de S.Paulo

Lady Gaga, Katie Holmes e outras celebridades adotaram um novo comportamento na Semana de Moda de Nova York: a maioria se recusou a dar entrevistas. Será que a moda pega?

Lady Gaga no desfile de Brandon Maxwell

Lady Gaga no desfile de Brandon Maxwell Foto: Rebecca Smeyne/The New York Times

 

Já é um ritual na Semana de Moda de Nova York. Os estilistas fazem desfiles e convidam algumas celebridades para sentar na primeira fila: talvez a estrela de um novo seriado que esteja em alta, um novato em ascensão, ou até mesmo algum vencedor recente do Oscar. Às vezes há dinheiro, roupas ou favores envolvidos.

A celebridade em questão chega alguns minutos antes do desfile, posa para os fotógrafos e responde a algumas perguntas dos jornalistas de moda, em geral algo como: "Oh, eu simplesmente amo as roupas dele" ou "Nós somos amigos há anos e eu queria mostrar meu apoio".

Não neste ano. Lady Gaga, quando questionada sobre seu stylist-transformado-em-estilista Brandon Maxwell, depois de voar diretamente do Grammy para estar presente no desfile dele, simplesmente balançou a cabeça. Ao lado dela, a editora de revistas francesa Carine Roitfeld e o fotógrafo Terry Richardson também assumiram uma postura de "sem entrevistas, por favor".

Katie Holmes no desfile de Zac Posen? Ficou muda. Zoë Kravitz e Kylie Jenner em Alexander Wang? Não falaram nada. Jenniffer Hudson em Jason Wu, Michael Kors e DKNY? Não, não e não. A que se deve o silêncio? Os publicitários e celebridades polêmicas também não falaram. Quando questionado sobre a política de sem-entrevistas, um relações públicas conhecido que sentava próximo a Jennifer Hudson simplesmente sacudiu a cabeça, riu e saiu de fininho. 

Jennifer Hudson no desfile de Michael Kors

Jennifer Hudson no desfile de Michael Kors Foto: Elizabeth Lippman/The New York Times

 "Oh, isso está acontecendo? Nossa, nem percebi", disse outro, antes de rapidamente acabar com a conversa. É claro que nem todos estavam cozinhando a imprensa. A atriz Kate Bosworth, figurinha carimbada da temporada, com aparições nos desfiles de Carolina Herrera, Altuzarra, Tory Burch, Rebecca Minkoff, entre outros - respondeu alegremente a todas as perguntas. Esperta, ela também aproveitou o momento para falar sobre seu mais novo projeto.

"Eu acabo de terminar as filmagens, em Londres, de um programa para a BBC chamado 'SS-GB'", disse a um repórter antes do desfile de Tory Burch. "É ambientado em 1941 e tenta simular o que teria acontecido se os nazistas tivessem invadido a Grã Bretanha", afirmou. "A semana de moda me proporcionou um pouco de tranquilidade", acrescentou.

E Sienna Miller, sentada na primeira fila do desfile de Ralph Lauren entre David Lauren e Anna Wintour, foi o sonho de qualquer estilista. Ela não somente falou por muito tempo com um repórter do site WWD sobre seu amor pelo trabalho do estilista, como também escolheu dois looks específicos da passarela que ela não via a hora de usar. "O macacão de veludo marrom é tão lindo", disse. "E aquele vestido vermelho com gola em V tinha uma cor de tirar o fôlego."

Houve ainda Blake Lively no desfile de Michael Kors, que não apenas introduziu a mãe a um repórter ("ela costumava fazer todas as nossas roupas quando éramos crianças, então não podia deixar passar uma oportunidade de trazê-la"), como também foi sincera sobre uma das razões pelas quais ela saiu de casa em uma manhã gelada de quarta-feira para assistir a um desfile. Ela disse esperar encontrar o estilista depois do desfile e acrescentou: "Aí volto para o hotel para pedir muito serviço de quarto. Porque Michael é que vai pagar".