'Não quero matar animais para fazer moda', diz Donatella Versace

Redação - O Estado de S.Paulo

Estilista da Versace anunciou que a grife não usará mais pele animal em suas criações

Modelo desfila casaco de pele da Versace em 2014

Modelo desfila casaco de pele da Versace em 2014 Foto: REUTERS/Gonzalo Fuentes

O mundo da moda parece cada vez mais engajado e quem ganha com isso são as causas, como a de abolir o uso de pele animal na moda, que vem ganhando cada vez mais adeptos.

Depois de Stella McCartney (precursora, desde 2001, quando o assunto ainda não mobilizava marcas de luxo), Gucci, Armani, Chanel, Givenchy e Michael Kors, Donatella Versace anunciou, em entrevista à revista 1843, do grupo do jornal inglês The Economist, que sua marca se juntou ao grupo sem crueldade. "Pele? Estou fora disso", disse. "Não quero matar animais para fazer moda, não me parece certo."

A empresária não revelou quando a mudança irá ocorrer, já que no site da marca ainda existem itens como uma almofada feita de pele de coelho disponíveis para venda.