Moletom revisitado: como usar peças que unem conforto e estilo

Marília Marasciulo - O Estado de S.Paulo

Com novos caimentos e modelagens, o tecido aparece em looks descolados como curinga do inverno

Casacos, saias, calças, com estampas ou bordados, cropped ou justinho, da academia ao escritório: o moletom veio para ficar. Tendência entre fashionistas há pelo menos dois anos, o tecido permanece em alta - prova disso são as coleções recentes de grifes estrangeiras, como Fendi e Moschino, que apostam no material.

 

No Brasil, uma das principais defensoras do moletom, a estilista mineira Juliana Jabour, fez dele sua marca registrada. “Na correria do dia-a-dia, as pessoas buscam formas de estar confortáveis e na moda ao mesmo tempo”, diz Juliana. “Por isso a tendência pegou e, pelo mesmo motivo, não vai embora tão cedo.” Em sua coleção de inverno 2015, que está nas lojas, quase todas as roupas foram feitas com o material. Para ela, foi-se o tempo em que moletom era sinônimo de um tecido grosso, com felpa e estampas de desenhos. “A indústria de tecelagem se viu obrigada a criar novas texturas, gramaturas, caimentos e composições, abrindo o leque de opções do tecido”, afirma a estilista.

Embora o moletom esteja ganhando um status cool, montar looks com ele ainda deixar muita gente com um pé atrás, pois há o receio de parecer desleixado, e não despojado. Mas, combinado à peça certa, pode se tornar chique e sofisticado. Peças de alfaiataria, escarpins, tricôs e o próprio jeans formam boas composições. Confira na galeria algumas dicas de Juliana de combinações com peças de moletom.

Reprodução/Alex's closet
Ver Galeria 17

17 imagens

Quer investir em uma peça do material? Com tantas novas opções de peças e modelos, fica difícil definir a peça-chave do momento. Mas, segundo Juliana, quatro versões devem ganhar destaque nas passarelas e nas ruas nos próximos meses: a blusa cropped, de manga longa e ombreira, mais estruturada; a saia mídi; a calça com punho no tornozelo; e o clássico blusão. Nas estampas, listras e grafismos prometem dominar.