Moda e futebol: mais próximos do que se pode imaginar

Helena Tarozzo - O Estado de S.Paulo

Em clima de Copa do Mundo, os estilos se mesclam e mostram que os gramados e as passarelas estão interligados

Neymar Jr em editorial para a revista Vogue Brasil

Neymar Jr em editorial para a revista Vogue Brasil Foto: Reprodução Vogue Brasil

Muitos craques da bola namoram ou se casam com divas do mundo fashion, isso é fato. O melhor exemplo disso é o casal Victoria e David Beckham. Mas para além de uniões de sucesso, durante a Copa do Mundo o que ficou evidente foi uma maior relação entre moda e futebol. Listamos três matérias do Estadão Moda & Beleza que deixam claro essa união entre campos aparentemente tão diferentes:

As tops nacionais, vestidas de verde-amarelo, foram as primeiras a se engajar a favor da Seleção. Em campanhas nacionais e internacionais, em editoriais ou nos seus próprios Instagrams elas se apropriaram do clima ufanista:http://goo.gl/luvKR4 

Neymar, nosso #1, herda o apelido de Ronaldo e se mostra também um grande fenômeno fora dos gramados em campanhas publicitárias. Com elas, chega a faturar até 3 milhões de reais por mês. Isso, sem falar no seu estilo pessoal - cheio de ostentação, combina bem com o seu futebol-arte: http://goo.gl/5tX94e

Assim que o campeonato começou, foi fácil notar o mar de cores que tomou os pés dos jogadores. Não há um sequer que se arrisque a ficar fora da tendência das chuteiras coloridas. Fluorescentes, estampadas e ultrahightech, elas dão um chega para lá cheio de estilo nas pretinhas - bem - básicas: http://goo.gl/IJxRog