Moda e decoração são tema de debate na DW! Design Week

Giovana Romani - O Estado de S.Paulo

Em evento realizado nesta quarta, 12, o estilista Sandro Barros e a arquiteta Patricia Anastassiadis discutiram similaridades entre suas áreas de atuação

A empresária Renata Queiroz, o estilista Sandro Barros, a arquiteta Patrícia Anastassiadis, Ricardo Bello Dias e Esther Schattan, da Ornare, e os jornalistas Maria Rita Alonso e Pedro Ariel 

A empresária Renata Queiroz, o estilista Sandro Barros, a arquiteta Patrícia Anastassiadis, Ricardo Bello Dias e Esther Schattan, da Ornare, e os jornalistas Maria Rita Alonso e Pedro Ariel  Foto: Divulgação

Sandro Barros, estilista dos vestidos de festa mais glamourosos do Brasil, pensava em ser arquiteto. Patricia Anastassiadis, arquiteta responsável por alguns dos projetos mais conceituados do País, sonhava em ser estilista. Pode-se imaginar, então, que rendeu a mesa redonda protagonizada por ambos na manhã desta quarta, 12, na loja Ornare, em São Paulo. Parte da programação do DW! Design Weekend, que ocorre até o dia 16, o debate teve como tema a relação entre moda e decoracão e foi mediado pelos jornalistas Maria Rita Alonso, editora do site de Moda e Beleza do Estadão, e Pedro Ariel Santana, diretor de relacionamento da Casa Cor. 

Não por acaso, para criar sua coleção mais recente, lançada nesta semana, Barros buscou inspiração nos apartamentos da alta sociedade nova-iorquina. Batizada de 740, Park Avenue (endereço dos endinheirados no Upper East Side de Manhattan), a linha resgata o glamour dos anos 1960 e 1970 a partir da história do lendário edifício, construído em 1930 pelo arquiteto Rosario Candela e pelo homem de negócios James T. Lee, avô da ex-primeira-dama Jacqueline Kennedy. 

Ver Galeria 6

6 imagens

"Criei vestidos e túnicas em preto e dourado que lembram os biombos chineses e japoneses que as americanas adoram", contou Barros. "E fiz até um bordado em linha colorido que reproduz os motivos dos serviços de louça da Companhia das Índias utilizados nos grandes jantares privados que sempre movimentam Nova York”. Patricia, por sua vez, afirmou que adora moda e que seu apreço pelo tema vem de família, já que seus pais são empresários do setor têxtil. "Muitas vezes, me aproprio de elementos do design e da moda para meus projetos", disse. "Eu me baseio, por exemplo, em texturas ou até em comportamento, como a exclusividade que algumas marcas de luxo oferecem a seus clientes."