Mercado de beleza investe em alta tecnologia

Cris Dios - O Estado de S.Paulo

Gadgets que neutralizam odores, algas impressas em 3D, produtos sem derivados de petróleo na fórmula. Especialista analisa o impacto do desenvolvimento da indústria nos produtos voltados à estética

Mercado de beleza investe em alta tecnologia

Mercado de beleza investe em alta tecnologia Foto: Reprodução

A tecnologia está mudando a forma como as pessoas interagem com o universo da beleza. Há, por exemplo, gadgets que podem ser colocados sob a roupa para neutralizar odores da transpiração e dispositivos conectados ao smartphone que liberam correntes elétricas na pele para ajudar a melhorar a elasticidade e a restaurar o colágeno. Isso, sem contar a tecnologia 3D, muito utilizada em todas as vertentes do mercado de beleza - algumas empresas de cosméticos já têm feito testes 3D em peles artificiais, o que reduz, ou pode até extinguir, em um futuro próximo, o número de experimentos realizados em animais. Na área de cabelos, pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, na Pensilvânia, descobriram um método revolucionário que permite a simulação de impressão dos fios em um material plástico flexível, o que ajuda a visualizar as cores das colorações sem a necessidade de aplicação. Na Alemanha, cientistas descobriram uma maneira de imprimir algas 3D, que poderão, no futuro, virar ingredientes de cosméticos. 

Todas estas novas tecnologias abriram portas para o desenvolvimento de novos produtos e, em breve, servirão até para prever o resultado de uma cirurgia plástica antes mesmo dela ser executada. Isso muda o mercado de consumo no futuro. Os produtos, além de eficazes, estão sendo desenvolvidos com o intuito de economizar o tempo das pessoas e de reduzir os impactos ambientais, algo primordial em uma era de prevenção e escassez de recursos naturas.

De acordo com a Mintel, Pesquisa Global de Mercado e Insights, a água, por exemplo, está prestes a se tornar um dos bens mais caros do mundo. Diferentemente do Ocidente, em que a água na formula dos produtos é sinônimo de hidratação, na Ásia são cada vez mais bem vistos os produtos que contêm esse ingrediente em menor quantidade. Elementos como extratos botânicos e óleos essenciais são opções já usadas como substitutos da água e funcionam como um ótima opção de antioxidante capaz de penetrar na pele de forma profunda para reparar seus danos.

Outra tendência importante dentro do cenário da beleza é a relação cada vez mais estreita entre as indústrias de beleza e a de comidas e bebidas. Em um cenário global, bebidas com ingredientes embelezadores estão se popularizando. Alimentos que contém ingredientes característicos de cosméticos já estão disponíveis nas gôndolas: águas, sucos, iogurtes e vitaminas que contém em suas fórmulas colágeno hidrolisado, potássio, cálcio, ferro crescem cada vez mais. A preocupação com o universo fitness chegou para ficar. 

Sempre me inspirei em pesquisas e soluções que equilibram da melhor forma recursos naturais e reduzem o consumo de produtos derivados de petróleo em suas fórmulas. Esta é a maneira que acredito ser ideal no momento de produzir e consumir cosméticos. Não podemos negar o poder da tecnologia moderna, aliada ao comportamento contemporâneo da comunidade global, para construir um futuro mais sustentável. As tendências sempre passaram por um filtro de consumo, mas indiscutivelmente, cedo ou tarde, um produto high tech estará na nossa bolsa, closet e também em nosso banheiro. Se é evolução, seja bem vinda.