Marca escolhida pelo Sebrae e pelo IN-MOD terá desfile na SPFW

Marília Marasciulo - O Estado de S.Paulo

Vencedora de concurso de empreendedorismo, a capixaba Amabilis apresentará sua coleção na próxima semana de moda paulistana, em abril

Vencedora de concurso de empreendedorismo, marca capixaba apresenta coleção pela primeira vez na SPFW

Vencedora de concurso de empreendedorismo, marca capixaba apresenta coleção pela primeira vez na SPFW Foto: Divulgação

Até pouco tempo, apresentar uma coleção na São Paulo Fashion Week não estava exatamente nos planos dos empresários Luiz Carlos Guidoni e Robson Santos, criadores da marca Amabilis. Quando criaram a empresa há 18 anos em Colatina, no interior do Espírito Santo, as coleções eram baseadas em intuição. Sem formação específica em moda e inspirados por marcas como Yes, Brazil e Zoomp e por estilistas como Reinaldo Lourenço e Glória Coelho, eles tinham o desejo de criar linhas de alfaiataria e produtos diferentes do principal foco da cidade, conhecida por ser um pólo de confecção de jeanswear no País. Agora, graças a um projeto do Sebrae e do Instituto Nacional de Moda e Design (IN-MOD), os sócios profissionalizaram seus processos e a marca irá ter um desfile na próxima SPFW.

 

Desde junho do ano passado, os empresários da Amabilis e de outras quatro empresas de outras regiões brasileiras participaram do projeto Top Five. Ao longo de oito meses, receberam consultoria de especialistas para aprimorar o trabalho. “Até então, nosso processo de criação era muito solitário, sem referências práticas”, afirma Guidoni. “Neste período, percebemos alguns vícios que desenvolvemos ao longo dos anos e conseguimos sair da nossa zona de conforto.”

 

Durante o workshop, as cinco marcas foram avaliadas e a Amabilis obteve o primeiro lugar por, entre outros motivos, conseguir mudar os meios de confecção. As criações dos designers passaram a contar, por exemplo, com técnicas de dublagem de tecidos, em que tecidos são criados a partir da sobreposição de aviamentos. "Também mudamos um pouco nosso conceito. Pensamos em roupas para o corpo das brasileiras e achamos que sensualidade não necessariamente significa vulgaridade", diz Guidoni. "Ao mesmo tempo, buscamos peças que tenham fácil manutenção, pois não adianta criar algo incrível que exija cuidados muito específicos na hora de lavar ou passar, por exemplo."

Outra ideia que surgiu durante o projeto foi uma adaptação no formato de comercialização. Atualmente, a marca está presente em mais de 100 pontos de venda espalhados pelo Brasil, com lojas próprias no Espírito Santo e no Rio de Janeiro. A partir da SPFW, a Amabilis também vai estrear um showroom em São Paulo e passar a trabalhar em um formato de venda por pedido.