LVMH assume o comando da Dior por 13,1 bilhões de dólares

Redação - O Estado de S.Paulo

Em uma operação dupla, grupo da família Arnault adquire 26% das ações da grife francesa que ainda não possuía

Bernard Arnault, CEO do grupo LVMH.

Bernard Arnault, CEO do grupo LVMH. Foto: REUTERS/Stephane Mahe

A LVMH Moët Hennessy, grupo detentor das marcas Céline, Marc Jacobs, Givenchy e Louis Vuitton, anunciou na terça-feira, 25, que vai assumir o comando da Christian Dior em um negócio avaliado em 13,1 bilhões de dólares.

Bernard Arnault, CEO da LVMH, informou que em uma operação dupla, a empresa compra a Christian Dior Couture, avaliada em 6,5 bilhões de euros, e o restante das ações (26%). A Christian Dior Parfums já pertence ao grupo. 

Cada ação foi comprada por 172 euros em dinheiro e 0.192 de ações da Hermès. "As transações permitirão a simplificação das estruturas e o fortalecimento da divisão de moda e couro da LVMH, graças à aquisição da Christian Dior Couture, uma das marcas mais emblemáticas do mundo", informou um comunicado.