Louis Vuitton celebra 20 anos de seu ready-to-wear em livro

Redação - O Estado de S.Paulo

Publicação reúne mais de 1300 imagens de criações de Marc Jacobs e Nicolas Ghesquière

Inspirada pelo trabalho do artista plástico Richard Prince, a coleção do verão 2008 da Louis Vuitton por Marc Jacobs, apresentada aqui por uma seleção de top enfermeiras, com Stephanie Seymour (L), Eva Herzigova (O em Louis), Isabelli Fontana (I), Nadja Auermann (O em Vuitton) e Naomi Campbell (N) entre elas

Inspirada pelo trabalho do artista plástico Richard Prince, a coleção do verão 2008 da Louis Vuitton por Marc Jacobs, apresentada aqui por uma seleção de top enfermeiras, com Stephanie Seymour (L), Eva Herzigova (O em Louis), Isabelli Fontana (I), Nadja Auermann (O em Vuitton) e Naomi Campbell (N) entre elas Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters

Mais de 140 anos se passaram entre a fundação da Louis Vuitton e sua estreia nas passarelas, com Marc Jacops em 1998. Completando 20 anos desde sua chegada ao mundo do ready-to-wear, a marca ganha o livro-retrospectiva “Louis Vuitton Catwalk”, editado pela Thames & Hudson.

Em 632 páginas e 1.350 imagens revê criações de Jacobs (1998-2013) e de seu sucessor, o estilista Nicolas Ghesquière (a partir de 2014), acompanhadas de textos da editora Jo Ellison, do Finacial Times, e da curadora de moda Louise Rytter.

Os novos rumos do estilo da Vuitton na era de Nicolas Ghesquière como diretor criativo: tecnologia, vanguarda e um tipo de design mais conceitual

Os novos rumos do estilo da Vuitton na era de Nicolas Ghesquière como diretor criativo: tecnologia, vanguarda e um tipo de design mais conceitual Foto: Benoit Tessier/Reuters

Fundada em 1854 como uma marca de baús e malas de viagem, a primeira coleção de roupas de roupas da Louis Vuitton não emplacou entre a crítica. “O problema com a coleção - compreensível numa primeira tentativa - é que [Marc] Jacobs não expressou a alma da Vuitton. (...) Os suéteres e saias, as jaquetas quadradas e tops eram uma versão do minimalismo de Helmut Lang e Prada que dominou a moda dos anos 1990”, sentenciou Suzy Menkes, crítica de moda do jornal britânico International Herald Tribune à época.

Uma regata em veludo sobre uma saia da coleção de estreia do ready-to-wear da LV, desfilada em março de 1998 e criticada por especialistas

Uma regata em veludo sobre uma saia da coleção de estreia do ready-to-wear da LV, desfilada em março de 1998 e criticada por especialistas Foto: Jack Dabaghian/Reuters

Anos se passaram e Marc Jacobs fez crescer a moda da Vuitton com desfiles grandiosos e cocriações que entraram para a história, como as parcerias com os artistas Stephen Sprouse, Takashi Murakami e Richard Prince. Nicolas Ghesquière, atual diretor criativo do feminino da marca, vem impulsionando a marca num caminho de design mais vanguardista e conceitual.

Looks do verão 2008 da Louis Vuitton, ainda sob a batuta de Marc Jacobs

Looks do verão 2008 da Louis Vuitton, ainda sob a batuta de Marc Jacobs Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters