Lagerfeld recebe prêmio pela obra em Londres

Jorge Grimberg - O Estado de S.Paulo

Enquanto jovens estilistas questionam a velocidade da moda, Lagerfeld, 82, estabelece o ritmo e sai na frente 

Por mais de cinquenta anos, Karl Lagerfeld se mantém no topo da indústria da moda. No próximo dia 23, o diretor criativo da Chanel, da Fendi e de sua marca homônima receberá o prêmio 'Outstanding Achievement Award' (reconhecimento pela trajetória excepcional) na cerimônia de premiação British Fashion Awards 2015, em Londres. 

Lagerfeld em autorretrato: além de estilista, ele atua como fotografo, publisher e diretor de arte de campanhas 

Lagerfeld em autorretrato: além de estilista, ele atua como fotografo, publisher e diretor de arte de campanhas  Foto: British Fashion Council

Além da sua carreira como estilista de três marcas, Lagerfeld ainda exerce os cargos de fotógrafo, publisher e diretor de arte de toda a comunicação das grifes que supervisiona. No comando da Chanel por mais de 30 anos, Karl é considerado por alguns a própria reencarnação de Coco Chanel. O criador se mostra invencível, imbatível e altamente eficiente, superando expectativas e conceitos de mercado a cada estação. 

Karl foi o maior case de sucesso da migração da moda do século XX - com o império das maisons francesas - para o XXI - era da velocidade e do fast-fashion. Desde 1987, ele se mantém firme à frente da Chanel e honra a posição trazendo a grife para um novo milênio com personalidade e grande aceitação da mídia e dos consumidores. Com as mudanças recentes na direção das grifes em Paris, está claro como essa equação (casa lendária de moda + líder criativo) não é tão simples assim e que substituir um estilista não é tarefa fácil. 

Lagerfeld não cansa de surpreender. Na última Semana de Moda de Paris, um terminal aéreo foi montado no Grand Palais para apresentar uma coleção inspirada no estilo dos fashionistas jetsetters. Para a próxima temporada de cruise collection, ele receberá aviões fretados de celebridades, jornalistas e influenciadores em Havana, Cuba, para conhecer a sua coleção, no que promete ser um dos eventos mais impactantes do universo da moda de todos os tempos.

As aeromoças da Chanel Airlines em Paris, na última semana de moda

As aeromoças da Chanel Airlines em Paris, na última semana de moda Foto: New York Times

Avesso às sentimentalidades que colocaram Raf Simons nos holofotes há algumas semanas, Lagerfeld quer saber mesmo é de trabalhar, e com suas oito décadas de vida, está mais jovem e ativo do que nunca e continua estabelecendo o ritmo da indústria com uma perspicácia muitas vezes assombrosa. Quando parece que já vimos de tudo, somos surpreendidos com um desfile na muralha da China ou um novo gato celebridade, seu estimado Choupette Lagerfeld. 

O gato-celebridade Choupette Lagerfeld

O gato-celebridade Choupette Lagerfeld Foto: Instagram @choupettesdiary

"Karl Lagerfeld define o excepcional. Ele é o campeão do excelente, o mestre do ilustre e uma das figuras mais icônicas da nossa indústria. Seu legado para sua marca e tantas outras tem definido a linguagem da moda. Ele é o mais emblemático visionário e nós comemoramos não só as décadas que já se passaram, mas as que ainda virão. Nas mãos de Karl o futuro da moda será excepcional", afirma Natalie Massenet, CEO do British Fashion Council, sobre o grande premiado de 2015.  

O kaiser tornou-se mesmo o centro do universo. A impressão que temos é que, sem ele, a cultura dos grandes espetáculos pode até se extinguir, pela falta de um rei à altura, que possa comandar de forma magistral o show da moda. Com a saída dos diretores criativos das maisons francesas Dior, Lanvin e Balenciaga nas últimas semanas, fica ainda mais claro que Karl Lagerfeld só tem um.