Feminilidade e supermodelos marcam semana de moda mineira

- O Estado de S.Paulo

Minas Trend, evento que une desfiles e feira de negócios, termina nesta quinta, 7, em Belo Horizonte

Nas passarelas de Fabiana Milazzo, as tops Isabeli Fontana e Carol Ribeiro brilharam. 

Nas passarelas de Fabiana Milazzo, as tops Isabeli Fontana e Carol Ribeiro brilharam.  Foto: Agência Fotosite/Divulgação

Moda e negócios andam juntos no Minas Trend, que reúne desfiles e feira com expositores em um único espaço, o Expominas, em Belo Horizonte. A 18ª edição do evento começou no último dia 4 e terminou nesta quinta, 7, e teve entre seus pontos altos as apresentações dos estilistas mineiros Fabiana Milazzo e Lino Villaventura. Além de conferir as coleções de verão 2017, os visitantes puderam conferir exposições e instalações, como a que tinha peças das marcas participantes dispostas em um tabuleiro de xadrez fashion, baseado no livro "Alice no País das Maravilhas", de Lewis Carroll. Confira os destaques.

Agência Fotosite/Divulgação
Ver Galeria 20

20 imagens

Fabiana Milazzo

A estilista abriu a temporada com uma coleção de moda festa - tradição mineira - nada óbvia. Sua ideia foi criar uma coleção grunge delicada, com camisas xadrez e peças oversized misturadas a elementos românticos, a exemplo de pérolas, rendas e tons pasteis. Na passarela, as supermodelos Isabeli Fontana e Carol Ribeiro brilharam. 

Faven

Com inspiração em Madame Bovary, personagem da obra de Gustave Flaubert, a coleção desenhada por Ingrid Sathler faz uma releitura de peças íntimas do século 18, como corselets e robes. A coleção é composta por vestidos com silhueta marcada e muitos babados combinadas com peças atuais e que navegam pelo universo masculino (coletes, jaquetas bombers e bermudas, por exemplo). As padronagens em jacquard foram extraídas de rendas francesas do século 18. 

Plural

A Plural se inspirou no feminismo e na luta das mulheres pela igualdade de gênero e apresentou peças divertidas, confortáveis e cheias de atitude - diversas modelos apareceram com os seios de fora, algo incomum em desfiles de marcas comerciais.

Sonia Pinto 

Estreante no evento, a mineira Sonia Pinto se valeu do conceito de moda-arte. Com modelagens soltas e recortes irregulares, as peças seguem duas tendências internacionais: os shapes amplos e o sem gênero. Há ainda inspiração na cultura oriental, com detalhes que remetem a origamis. 

Lino Villaventura

O estilista colocou nas passarelas uma prévia de sua coleção Verão 2017, que será oficialmente apresentada na SPFW, e também looks de sua segunda marca, a Villaventura. No DNA de ambas, está o trabalho manual - na linha principal, presente em bordados e aplicações; na mais informal, em plissados primorosos. 

Lucas Magalhães 

Romântico, sim. Moderno e rebuscado, também. O estilista buscou referências em elementos gráficos, uma de suas paixões, para criar looks de silhueta ajustada, bem sensuais. Inspirado na obra da artista norte-americana Mary Heilmann, apostou em uma composição de cores vibrantes, como vermelho, verde e azul royal, em peças de tricô. As modelos entraram com buquês de flores na mão, que deixaram cair na passarela durante o encerramento do desfile. 

Viva

A Viva é a filha  da Vivaz, marca tradicional de moda festa mineira. Quase literalmente. Criada por Camila e Izabela Faria, filhas da estilista da Vivaz, Elizabeth Faria, a marca passa por uma transformação com a saída de Camila. Para simbolizar a nova fase da marca, Izabela Faria lmostrou uma coleção fresca e cool, batizada de "Metamorfose". Como símbolo da mudança, a borboleta apareceu em aplicações, estampas e até na maquiagem de algumas modelos. 

Por se tratar de uma marca jovem, além dos tradicionais vestidos de festa, que foram combinados com camiseta de algodão, a marca também colocou nas passarelas looks compostos por tops e camisetas estruturados e com uma cartela de cores pastel, com menta, off-white, rose e azul céu.