Família Versace diz que ‘American Crime Story’ 'deve ser considerada ficção'

Redação - O Estado de S. Paulo

Série que conta sobre o assassinato de Gianni Versace irá estrear neste mês

Édgar Ramirez e Penelope Cruz como Gianni e Donatella Versace

Édgar Ramirez e Penelope Cruz como Gianni e Donatella Versace Foto: Reprodução de cena de 'American Crime Story' (2018)/ FX

Com a estreia de The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story, que ocorre no dia 17 de janeiro, a família do estilista fez um comunicado à imprensa se distanciando da trama que irá ao ar pelo canal FX. “A família Versace não autorizou ou possui algum tipo de envolvimento com a série de TV dedicada à morte de Gianni Versace”, dizia a declaração. “Como a Versace não autorizou o livro que inspirou o show e não fez parte da escrita do roteiro, ele deve ser considerado uma obra de ficção”.

A história do seriado foi baseada no filme ‘Vulgar Favors’, escrito por Maureen Orth, em 1999, apenas dois anos depois do assassinato do designer italiano pelo serial killer Andrew Cunanan. Em novembro, Donatella, irmã de Gianni e atual designer da grife da família, já havia revelado ao site WWD que não iria assistir ao programa: “Eu falei com a Penélope Cruz (que interpretará a estilista), ela é minha amiga, disse que iria me tratar com respeito. Mas eu não sei o que será mostrado, vindo de um livro que conta tantas mentiras”.