Exposição reúne fotos de bailes brasileiros desde o século 19

Marília Marasciulo - O Estado de S.Paulo

Mostra reflete os costumes da sociedade ao retratar a moda e a influência europeia em festas em todo o País

Em cartaz na exposição, a foto de José Medeiros faz parte da série 'Metrópole', que mostra a influência europeia nas tradições e costumes brasileiros

Em cartaz na exposição, a foto de José Medeiros faz parte da série 'Metrópole', que mostra a influência europeia nas tradições e costumes brasileiros Foto: Divulação

Uma das formas mais genuínas de expressão de moda pode ser observada em celebrações coletivas, festas e bailes. “É neles que as pessoas se vestem com mais convicção e identidade, influenciadas principalmente pela música e pelo ambiente”, afirma o estilista Jum Nakao, um dos curadores da exposição Bailes do Brasil, que abre no domingo, 28, no Solar Marquesa de Santos, no centro de São Paulo.

A mostra reúne um acervo de som, vídeo e mais de 200 imagens com cenas que vão desde o final do século 19 até os dias de hoje. Três salas do museu abrigam o material, que está dividido em três temas: regionalismo, com festas de cultura popular, metrópole, que retrata a influência europeia nas tradições e costumes brasileiros, e globalização, que traz o diálogo entre as festas do Brasil e de outros países.

“Percebemos que as imagens de moda que encontramos em revistas nem sempre mostram aquilo que realmente faz parte da nossa cultura”, diz Nakao. “Nos bailes, as roupas são realmente usadas como expressão e acabam refletindo o comportamento da sociedade naquele momento.” Para ele, a mostra aponta a fusão entre o simples e o erudito no Brasil. “O País recebeu muitas influências e, a partir disso, criou uma identidade forte. Essa formação cultural contínua é um fluxo, como num baile”, acredita. A exposição vai até o dia 25 de outubro e está aberta de terça a domingo, das 9h às 17h.

Serviço

Exposição Bailes do Brasil, com curadoria de Ricardo Feldman e Jum Nakao

Local: Solar Marquesa de Santos

Endereço: Rua Roberto Simonsen, 136 – Sé (próximo ao Pateo do Collegio)

Data: de 28 de junho a 25 de outubro de 2015.

Horário de visitação: de terça-feira a domingo, das 9 h às 17 h.

Acompanhamento educativo no local / Entrada franca

Telefone: 11 3241-1081 Mais informações aqui

Divulgação
Ver Galeria 5

5 imagens