Exposição da SPFW retratará um ano de emoções de uma modelo

Anna Rombino - O Estado de S.Paulo

O projeto 'How Do I Feel Today' conta com 365 versões do mesmo retrato da modelo Nathalie Edenburg e será exibido na semana de moda, em abril

No projeto 'How Do I Feel Today' Nathalie Edenburg retrata 365 versões de si mesma

No projeto 'How Do I Feel Today' Nathalie Edenburg retrata 365 versões de si mesma Foto: Divulgação

Um retrato, 365 emoções. Essa foi a proposta da modelo Nathalie Edenburg para criar o projeto 'How Do I Feel Today', em que fez um desenho por dia sobre a mesma imagem dela, clicada pelo fotógrafo Rogério Mesquita. Cada uma das versões retrata seu estado de espírito em um dia específico e o conjunto final será exposto na próxima edição da São Paulo Fashion Week, que ocorre entre 25 e 29 de abril na Bienal do Ibirapuera. 

Divulgação
Ver Galeria 8

8 imagens

Em cada foto, Nathalie fez intervenções de acordo com seu humor, usando materiais e técnicas diferentes. Acostumada a rodar o mundo trabalhando, ela levou as fotos cruas e uma maleta com tinta e pinceis a todas as viagens que fez no ano passado. "Ela conseguia rever a própria imagem conforme se sentia. Quer coisa mais contemporânea?", questiona Paulo Borges, idealizador da semana de moda paulistana. 

Radicada em Nova York desde a adolescência, a modelo de 23 anos se sentia muito sozinha e, por isso, começou a se aventurar no mundo da arte. "Precisava me expressar de alguma forma", conta. "Hoje descobri que todo mundo tem um artista dentro de si". Depois de São Paulo, Nathalie pretende levar a exposição para uma galeria em Manhattan.

Outras mostras

A 41ª edição da SPFW terá como tema o artesanato e a manufatura e contará com outras duas intervenções artísticas. Uma delas trará uma série de vídeos com imagens de pessoas que trabalham com as mãos, como artesãos e estilistas. A outra será uma instalação feita pelo estilista Fause Haten, que criou bonecas de 14 metros de comprimento. Elas ficarão espalhadas pelo local, tanto ancoradas nas pilastras como no chão, permitindo a interação do público.