Dolce & Gabbana faz no México seu primeiro desfile na América Latina

Maria Rita Alonso* - Especial para O Estado de S. Paulo

As coleções de Alta Moda e Alta Sartoria serão apresentadas no museu Soumaya

Coleção reunirá elementos típicos da cultura mexicana

Coleção reunirá elementos típicos da cultura mexicana Foto: Divulgação/Dolce & Gabbana

CIDADE DO MÉXICO - Uma das grifes mais importantes da moda italiana, a Dolce & Gabbana se prepara para um feito inédito: desfilar na América Latina. Na noite desta quarta-feira, 18, a marca vai apresentar suas coleções de alta-costura feminina, chamada de Alta Moda; masculina, chamada de Alta Sartoria; e sua mais recente linha de relógios. O local escolhido foi o museu de arte Soumaya, na Cidade do México, conhecido por sua arquitetura futurista e um acervo de mais de 60 mil peças.

“Há dois anos planejávamos fazer uma apresentação no México. Somos muito conectados à cultura e à estética mexicana, que são muito semelhantes às do sul da Itália, do estilo siciliano”, contam os estilistas Stefano Gabbana e Domenico Dolce.

O museu Soumaya, na Cidade do México, será palco do desfile da Dolce & Gabbana

O museu Soumaya, na Cidade do México, será palco do desfile da Dolce & Gabbana Foto: Divulgação/Dolce & Gabbana

O evento contará ainda com uma presença ilustre: a atriz italiana Sophia Loren. “Queríamos trazer a melhor pessoa para o México. Sophia Loren, para nós, é a história da Itália, é nossa rainha. Somos imensos fãs de Sophia, ela é poderosa, independente, forte, mãe, linda. Um belo exemplo para todas as mulheres do mundo”, dizem.

A coleção de Alta Moda trará elementos típicos da cultura mexicana, como a Virgem de Guadalupe, cuja imagem estampará um vestido de renda; além de bordados inspirados nos trajes dos grupos de Mariachi, gênero musical popular no México. Nos cabelos, os modelos – todos mexicanos – terão flores coloridas, em referência ao icônico penteado da pintora Frida Kahlo. 

A iniciativa faz parte de uma estratégia da Dolce & Gabbana de reforçar sua presença na América Latina. Só no ano passado, a etiqueta italiana inaugurou duas lojas pop-up e seu primeiro outlet em solo mexicano. O ponto, para a marca, é considerado estratégico para os negócios do mercado de luxo na região. A escolha de apresentar as criações de Alta Moda e Alta Sartoria, aliás, faz parte disso – por serem as coleções mais rebuscadas da grife, é uma maneira de demonstrar respeito ao lugar. “É como visitar a casa de alguém e levar o melhor presente que se possa dar”, definem os designers.

Como agradecimento ao museu, a marca vai doar ao acervo um vestido cuja estampa é inspirada em um painel pintado pelo artista pernambucano Romero Britto.

* A jornalista viajou a convite da Dolce & Gabbana.