Cotton Project propõe fuga para a roça em seu desfile na SPFW

Natália Guadagnucci - Especial para o Estado de S. Paulo

Marca fez uma interpretação millennial de crises existenciais

Cotton Project apresentou sua coleção de inverno 2018 na SPFW

Cotton Project apresentou sua coleção de inverno 2018 na SPFW Foto: Agência Fotosite/Divulgação

Largar tudo e fugir para a roça é um pensamento que surge vez ou outra na cabeça de quem vive atropelado pelo ritmo das cidades grandes. Foi desse escape zen que a Cotton Project partiu para criar sua coleção de inverno 2018. Logo no início do desfile, que aconteceu na quarta-feira, 25, 10 frases, definidas pela marca como drivers de mudança, foram projetadas em um telão - entre elas, “A insegurança é um sistema de controle social usado pelo capitalismo” ou “É impossível se livrar da ansiedade, mas você pode mudar a formal na qual se relaciona com ela”.

Em uma interpretação millennial das crises e questões existenciais, o diretor criativo Rafael Varandas misturou referências do velho-oeste, como coletes com aplicações de couro e camisas xadrez, a peças altamente confortáveis, como os conjuntos de pijama e os casacos de pelúcia. “Fizemos a nossa própria leitura de como seria uma fuga rural, bucólica, mas sem abandonar completamente a cidade. É um universo ideal”, explica Acácio Mendes, estilista da etiqueta. 

Tecidos clássicos, como o veludo cotelê e a camurça, ganharam modelagens mais jovens pelas mãos de Rafael e Acácio, que sabem bem como interpretar as vontades - e os anseios, vide o tema da coleção - de sua clientela, em grande parte formada por artistas, fotógrafos e jornalistas. Para a marca, que já recebe nesta quinta-feira grande parte do que foi desfilado ontem, o sistema see-now-buy-now (veja agora, compre agora) tem funcionado. “Nosso público gosta de ver o desfile e já poder comprar em seguida”, define Acácio. 

Se você se interessou pelo guia existencial proposto pela Cotton Project, confira as 10 frases abaixo.

1. O que acreditamos ser libertador pode acabar se tornando fundamentalmente restritivo;

2. É impossível se livrar da ansiedade, mas você pode mudar a formal na qual se relaciona com ela;

3. A demanda por variedade é mais opressiva que a continuidade;

4. As pessoas são mais felizes quando estão em busca de algo que ainda não alcançaram;

5. A natureza não dá saltos;

6. A ilusão do individualismo pode mitigar o poder do coletivo;

7. Seja positivo, seu estado emocional da forma as suas percepções, pensamentos e memórias;

8. A insegurança é um sistema de controle social usado pelo capitalismo;

9. O futuro é vegetariano;

10. A tecnologia, quando usada em equilíbrio, pode ser incrível.

A marca propôs uma alternativa rural à vida nas cidades

A marca propôs uma alternativa rural à vida nas cidades Foto: Agência Fotosite/Divulgação

Veludo cotelê e camurça estão entre os materiais-chave da coleção

Veludo cotelê e camurça estão entre os materiais-chave da coleção Foto: Agência Fotosite/Divulgação