Cotton Project evolui e cresce com roupas mais sofisticadas e estreia de feminino

Sergio Amaral - Especial para O Estado de S. Paulo

Verão da grife é inspirado em bolhas, balneários e hiper-realidade

Modelos apresentam criações da grife Cotton Project

Modelos apresentam criações da grife Cotton Project Foto: Agência Fotosite/Divulgação

No quinto dia de SPFW, a Cotton Project surpreendeu com um desfile mais maduro e a estreia de sua linha feminina na passarela. Já era hora. Há algumas temporadas que a marca de fato parecia acomodada em discursos e conceitos sofisticados de coolness que não se materializavam nos produtos.

Desta vez, o mote da coleção é um documentário da BBC sobre hiper-realidade (Hypernormalisation, de Adam Curtis) e como ela vem borrando a apreensão do que é verdadeiro e falso, de real e ficção. Junte a isso o efeito das bolhas da internet e uma associação natural com as da vida real, como os resorts de verão.

Modelo durante o desfile da Cotton Project na São Paulo Fashion Week

Modelo durante o desfile da Cotton Project na São Paulo Fashion Week Foto: Agência Fotosite/Divulgação

Desta vez, a alfaiataria ganha destaque, em materiais mais sofisticados, numa leitura tropical, informal e suave, emulando uma elegância acessível para as altas temperaturas do verão brasileiro. Dentre as bem humoradas e irônicas estampas da coleção, destaca-se uma de traços idílicos e erotizados, quase um sonho de verão, não fosse a inusitada presença de sacos plásticos (de lixo) na cena.