Conheça as modelos que mais desfilaram nesta edição da SPFW

Marilia Marasciulo - O Estado de S.Paulo

A campeã é uma new face nas passarelas brasileiras, a russa Yana Trufanova, que cruzou as passarelas 24 vezes

Foram quase 40 desfiles nos seis dias de São Paulo Fashion Week, que começou no domingo, 24, e terminou na sexta-feira, 29. Em cada um deles, um time de em média 30 modelos apresentou as peças das coleções dos estilistas brasileiros. Entre elas, cinco rostos eram figuras carimbadas na maioria deles: Yana Trufanova, Natalia Renken, Isabella Ridolfi, Ari Westphal e Cris Herrmann fizeram mais de 20 desfiles nesta temporada, segundo as agências Ford, Mega Model e Way, as principais que atuam na área no Brasil. A seguir, conheça melhor cada uma.

Yana Trufanova, de 21 anos

Yana Trufanova, de 21 anos Foto: Fernanda Figueiredo / Especial para o Estado

Yana Trufanova

New face nas passarelas brasileiras, a modelo russa Yana Trufanova é a recordista absoluta desta temporada da São Paulo Fashion Week, com 24 desfiles. Aos 21 anos, 5 de carreira, Yana se mudou para São Paulo por amor, literalmente. É que ela namora há dois anos o brasileiro Danilo Galo, também modelo, que a convenceu de vir trabalhar no País. “Vim passar o ano novo e gostei muito daqui, é diferente do que eu imaginava, mas é um lugar muito quente em todos os sentidos”, afirma a modelo, que planeja casar com o namorado e investir também na carreira em Nova York. Para encarar a maratona de desfiles, ela aposta em suplementos de vitaminas e proteínas.

Isabella Ridolfi, de 21 anos

Isabella Ridolfi, de 21 anos Foto: Fernanda Figueiredo / Especial para o Estado

Isabella Ridolfi

Foco é a palavra de ordem para Isabella Ridolfi, que desfilou para 23 marcas nesta SPFW. A modelo, que estourou na temporada passada, esperou terminar o ensino médio antes de investir na carreira. “Estou numa idade e numa fase muito boa, entendo que essa é minha profissão”, afirma a top de 21 anos. “Quando somos muito novas, podemos ficar meio perdidas, sem saber o que queremos. Agora que estou mais velha sinto que consigo administrar melhor.” Das passarelas da edição passada da SPFW, Isabella foi direto para as páginas de um editorial da revista Vogue brasileira, desfilou com exclusividade para a Prada em Milão nas coleções feminina e masculina, e passou também pela temporada de Paris. Na hora de relaxar, pega sua bicicleta e passeia pelo Butantã, bairro onde mora atualmente em São Paulo, ou pelo Parque Villa Lobos.

Ari Westphal, de 21 anos

Ari Westphal, de 21 anos Foto: Fernanda Figueiredo / Especial para o Estado

Ari Westphal

Outra modelo que fez sucesso na última edição da SPFW e agora voltou com tudo é a capixaba Ari Westphal. Aos 21 anos e sempre lembrada por seu corte de cabelo marcante, curto e encaracolado, a modelo participou de 22 desfiles.  Ainda assim, diz ter achado tranquilo. "A gente acaba acostumando. Já estou mais tranquila, sem frio na barriga", afirma Ari, que atualmente mora em Paris. Desta edição da SPFW, leva boas recordações. "Tenho um carinho especial por todos, mas acho que me emocionei mesmo no desfile da Helô Rocha, com o sanfoneiro tocando, aquele clima místico”, diz.

Cris Herrmann, de 25 anos

Cris Herrmann, de 25 anos Foto: Fernanda Figueiredo / Especial para o Estado

Cris Hermann

Cris Herrmann perdeu as contas de quantos desfiles fez nesta edição da SPFW. "Uns 18, 20", arrisca. Foram 20. A modelo de 25 anos mora em Paris e acredita que, nesta temporada, ganhou mais destaque. "Venho fazendo trabalhos bem legais lá fora e tenho muitos amigos aqui também, o que ajuda". O novo corte de cabelo, feito há 5 meses na capital francesa também pode ter dado uma forcinha. "Ainda não tinha trabalhado com ele no Brasil e todo mundo está curtindo bastante", diz. Da SPFW, a modelo segue para Cuba, onde será realizado um desfile da grife Chanel em maio. Depois da carreira de modelo, Cris pretende se dedicar à fotografia analógica. 

Natalia Renken, de 17 anos

Natalia Renken, de 17 anos Foto: Fernanda Figueiredo / Especial para o Estado

Natalia Renken

Com 17 anos, há três em São Paulo, a catarinense Natalia Renken sente que amadureceu. “Estou mais confiante e segura, bem comigo mesma, conheço meu corpo e sei lidar melhor com as pessoas”, diz a modelo, que atravessou as passarelas da SPFW 23 vezes nesta temporada. E não vai ter folga tão cedo: de lá, vai para Fortaleza, onde participa da Dragão Fashion Week. Embora afirme estar acostumada com a correria, ela diz sentir falta da família (claro) e da comida - fã de nata e de cucas, doce típico alemão, às vezes leva marmitas de casa para se manter saudável durante os desfiles.

AP
Ver Galeria 5

5 imagens

/ Colaborou Maria Eduarda Chagas