Com um minuto de silêncio, Chanel desfila última coleção de Karl Lagerfeld

Agência - Reuters

Estilista atuou na grife francesa durante 36 anos

A atriz Penélope Cruz desfilou com um dos últimos modelos criados por Karl Lagerfeld. 

A atriz Penélope Cruz desfilou com um dos últimos modelos criados por Karl Lagerfeld.  Foto: Valerio Mezzanotti/The New York Times

O desfile da última coleção de Karl Lagerfeld para a Chanel começou com um minuto de silêncio, nesta terça-feira, 5, para o estilista que morreu em 19 de fevereiro. Amigos, colaboradores e fãs foram a Paris para lembrar os 36 anos do kaiser da moda como força criativa da casa de costura francesa.

A coleção transformou a passarela em um país das maravilhas tipicamente exagerado, confirmando a reputação de Lagerfeld como ícone da extravagância na moda.

A atriz Penélope Cruz, um dos rostos da marca, subiu na passarela enevoada com um vestido branco de penas bufante, seguida pela modelo Kaia Gerber, de 17 anos, que colaborou com Lagerfeld em peças de sua marca homônima.

Cara Delevingne, que deu crédito ao estilista por "mudar sua vida", deu uma última volta na passarela com outras modelos de olhos marejados depois de inaugurar o desfile.

Modelos choram durante tributo a Karl Lagerfeld enquanto vestem peças da última coleção criada pelo estilista para a Chanel.

Modelos choram durante tributo a Karl Lagerfeld enquanto vestem peças da última coleção criada pelo estilista para a Chanel. Foto: Ian Langsdon/EFE

Os convidados também ouviram o próprio 'kaiser Karl' contar como iniciou na Chanel, em 1983, pelos alto-falantes do salão de exibições do Grand Palais.

"Quando me convidaram uma segunda vez, aceitei, porque todos me disseram 'não faça isso, não dará certo'", disse o estilista alemão em francês.

Dias após a morte do estilista, a Fendi também desfilou a última coleção feita por ele para a marca e celebrou os 54 anos de trabalhos dele para a grife.