Com desfile eco-friendly, Chanel abre terceiro dia da Alta Costura de Paris

- O Estado de S.Paulo

Vesace, Schiaparelli, Giambattista Vali, Ralph & Russo e Dior (sem Raf Simons) já apresentaram suas coleções da temporada de primavera 2016

Em mais uma de suas famosas produções suntuosas para as semanas de moda, Karl Lagerfeld criou um cenário eco-friendly no desfile da Semana de Alta Costura de Paris, que ocorreu na manhã de terça-feira, 26. Pela passarela, criada para lembrar o quintal de uma casa modernista nórdica de madeira, tops como Kendall Jenner e Gigi Hadid apresentaram vestidos fluidos, com detalhes de metal e flores de seda delicadas, em tons claros, como branco ou marfim. Na primeira fila, a ex-modelo Cara Delevingne chamou a atenção ao aparecer acompanhada de seu cachorro de estimação. 

A temporada de Paris começou no domingo, 24, e vai até o dia 28. Até agora, Versace, Schiaparelli, Dior (sem Raf Simons), Ralph & Russo e Giambattista Valli foram as principais grifes a apresentar suas coleções. 

Sempre sexy, a Versace mostrou peças cheias de recortes e com um quê esportivo, em uma coleção descrita como "alta costura atlética". Gigi Hadid desfilou deslumbrante em um macacão preto justo com decote V profundo e tiras em recortes.

Na Dior sem Raf Simons, os suíços Serge Ruffieux e Lucie Meier, que já integravam a equipe da marca, fizeram uma coleção sem grandes ousadias - como era de se esperar -, mas com o DNA da grife: vestidos e trenchs volumosos, com a cintura marcada, ombros arredondados e estampas florais. A dupla não deve assumir a direção oficialmente, só no período de transição, e assinou o desfile ao lado de outros cinco jovens estilistas da marca, com entre 20 e 30 anos, que mantiveram o legado vanguardista de Simons. Segundo o Style.com (agora Vogue.com), fizeram isso de uma forma mais leve e casual do que o próprio Simons vinha fazendo. Para o crítico do site, a turma jovem trouxe à Dior referências visuais variadas, retiradas de Prada, Marni, Céline e Marc Jacobs, mas a dúvida de quem será o próximo líder visionário da grife, que precisa, sim, de um grande nome, permanece.

Na britânica Ralph & Russo, vestidos delicados com aplicações de flores em silhuetas retrô e destaque para a brasileira Isabeli Fontana, que fechou o desfile vestida de noiva.