Christian Siriano apresenta desfile com modelos que vestem do 36 ao 50

- O Estado de S.Paulo

Estilista apostou na diversidade na Semana de Moda de Nova York

A proposta de Christian Siriano foi a diversidade

A proposta de Christian Siriano foi a diversidade Foto: EFE/EPA/PETER FOLEY

Já virou tradição: a cada temporada, o estilista Christian Siriano celebra a pluraridade do corpo feminino. No desfile da coleção de outono/inverno 2017, que aconteceu no sábado, 11, as modelos usavam tamanhos variados, do 36 ao 50, e eram de etnias diferentes. Inclusive, nem todas as mulheres que entraram na passarela eram profissionais. 

Em meio a peças de cetim e veludo, modelos colados, animal prints e vestidos com fendas, o estilista apresentou uma poderosa mensagem: uma camiseta com a frase 'People Are People' (pessoas são pessoas, em inglês). O lucro das vendas, que começaram logo após o show, foi revertido para a União Americana pelas Liberdades Civis. O item esgotou em minutos. 

Nas passarelas, mulheres com vários tipos de corpo e de diferentes etnias. 

Nas passarelas, mulheres com vários tipos de corpo e de diferentes etnias.  Foto: AP Photo/BebetoMatthews/EFE/EPA/PETER FOLEY

Na fila A, musas e apoiadoras do trabalho de Siriano, incluindo as atrizes de 'Orange Is The New Black' Danielle Brooks e Samira Wiley, e a it-girl Alexa Chung. 

A camiseta 'People Are People' esgotou em minutos

A camiseta 'People Are People' esgotou em minutos Foto: AP Photo/Bebeto Matthews