Chapéus são opção estilosa para se proteger do sol escaldante na cidade

Giuliana Mesquita - O Estado de S.Paulo

Eles voltaram! Graças ao calor que não dá trégua, o acessório tem tudo para ganhar lugar definitivo nas produções urbanas

Responda rápido: você tem um chapéu? Se a resposta for não, uma dica: pode investir em um. Se a resposta for sim, outro conselho: deixe de usá-lo apenas na praia e leve-o para os looks do dia a dia. Clássico e funcional (impossível aguentar o sol torrando a cabeça!), o acessório reinou durante séculos como símbolo de elegância, mas, por uma dessas injustiças da moda, acabou caindo em desuso, sobretudo no Brasil. Nos últimos dias, em São Paulo, porém, é fácil notar que as pessoas estão resgatando esse velho hábito. "Tenho visto muita gente na rua de chapéu. As pessoas adotaram principalmente o panamá, não tanto pelo estilo, mas por uma questão de necessidade. O calor está muito forte em São Paulo e as pessoas querem se proteger", afirma Bia Paes de Barros, consultora de moda e apresentadora do canal GNT. "Usar chapéu é uma opção difícil. Ele tem que combinar com a roupa e, principalmente, com o estilo de quem está usando", diz a consulta de moda Lenita Assef, que por dez anos dirigiu a Elle.

Em grandes cidades do mundo, como Paris, Londres e Nova York, é comum ver gente de todas as idades usando chapéu tanto no verão quanto no inverno. Para o editor de moda da revista Harper’s Bazaar, Luigi Torre, o hábito ainda não pegou tanto quanto parece. “Chapéu imprime uma certa sofisticação ou elaboração de estilo", comenta. 

Se você quer se arriscar e proteger seu rosto do sol, os modelos de tramas naturais e tecidos leves, por exemplo, formam uma boa combinação com shorts jeans, calça de alfaiataria sequinha, camiseta de algodão e sapatos baixos, como oxfords e sandálias rasteiras. Os cliques de street style da galeria a seguir trazem boas inspirações para homens e mulheres enfrentarem as altas temperaturas sem perder o estilo jamais. 

Cinco modelos de chapéu que caem bem no verão

FLOPPY - Com formato arredondado e abas largas e moles, o chapéu floppy é feito a partir de uma única tira de tecido plano e grosso. Pode ou não ter uma faixinha ao redor da circunferência. Em tons terrosos, o modelo vai bem com produções boho e também com looks monocromáticos.

SUMMER HAT- Mais comum nas praias, o summer hat, ou chapéu de verão, é feito quase que preferencialmente de palha, tem recortes que deixam a cabeça respirar e abas largas. Pode ser trazido para a cidade com um vestido estampado e rasteirinha de pedrarias. Os coloridos estão super em alta!

FEDORA - Clássico, com a aba mais curta e uma “ponta” na frente. Prefira as cores mais neutras como cinza, preto e branco. Só evite os de feltro, que esquentam demais. Fica superchique com looks masculinos de pegada masculina e escapins de salto fino.

PANAMÁ - O clássico chapéu bege com faixinha preta: não tem erro. Para um look mais moderno, escolha modelos texturizados e combine com short jeans, camiseta e botinhas curtas caramelo.

BONÉ - Esqueça os modelos com cara esportiva: a versão atual é sofisticada e pode ter aplicação de pedrarias ou ser feita de materiais inusitados como tressê. Opte por um modelo sem palavras e de tom neutro para não correr o risco de deixar a produção infantil.