Chanel coloca Coreia do Sul no centro do mundo fashion

Maria Rita Alonso, de Seul - O Estado de S.Paulo

Desfile da grife em Seul reverencia cores e símbolos da cultura coreana, com direito a Gisele Bündchen e atrizes de Hollywood na plateia

Foto:

 

 

A Ásia, neste exato momento, está no centro do mundo da moda. Enquanto Anna Wintour, a grande editora da Vogue América, prepara para a noite desta segunda, 4, a festa de fashionistas durante a abertura da exposição “China: Através do Espelho”, o famoso Baile do Met, no Metropolitan Museum, em Nova York, a Chanel lança na capital da Coreia do Sul sua coleção Cruise com um evento grandioso. Entre as celebridades que preferiram encarar muitas horas de voo para prestigiar o estilista Karl Lagerfeld, estão Gisele Bundchen (que ficou na plateia, como convidada, e não pisou na passarela), Kristen Stewart e Tilda Swinton. O desfile ocorreu no Dongdaemun Design Plaza, conhecido como DDP, um prédio neo-futurista da arquiteta Zaha Hadid, que parece uma enorme nave espacial. Considerado o maior prédio de arquitetura irregular do mundo, o local já abrigou, desde sua abertura, em março do ano passado, nada menos do que 100 exposições, atraindo 10 milhões de visitantes. O DDP é também palco da Korean Fashion Week,  que reúne o melhor da moda local em duas semanas de desfiles por ano.

Não surpreende, portanto, que tenha essa tenha sido a escolha de Karl para mostrar uma coleção baseada nas cores e nos símbolos da cultura coreana. Para o kaiser da moda, a Coreia está um passo à frente na assimilação de tendências e influencia a Ásia - e o mundo - com sua estética. Embaladas por músicas k-pop (estilo musical típico do país, que tornou-se famoso no mundo todo graças ao hit Gangnan Style, do cantor Psy), as modelos cruzaram a passarela usando peças de seda inspiradas em quimonos, com estampas coloridas que remetiam a símbolos espirituais de prosperidade, como a flor de lótus, que em alguns momentos aparecia estilizada em forma de camélia.  

As ruas de Seul, aliás, estão repletas de lanternas coloridas para homenagear o nascimento de Buda, comemorado em 25 de maio, e é por isso que o convite do desfile traz bolas de vários tons. No país pela primeira vez, a convidada de honra Gisele Bündchen ficou encantada com a decoração da capital. E os coreanos, por sua vez, ficaram encantados com Gisele. A modelo brasileira ofuscou as atrizes hollywoodianas e as atrizes de novela locais (que são um fenômeno de popularidade na Coreia e estavam todas lá). Conversou com todos, posou para selfies com fãs e adorou também a experiência de, pela primeira vez em 20 anos, acompanhar um desfile da plateia. Sentada na primeira fila, ela clicou os looks que mais gostou e, como de costume, esbanjou simpatia, representando bem o Brasil do outro lado do mundo.