Cabelos cacheados e crespos estão em alta e ganham atenção da indústria de beleza

Gabriela Marçal - O Estado de S.Paulo

Adeus, chapinha? Fios volumosos voltam à tona e garantem um visual moderno. Especialistas indicam os melhores cortes, tratamentos e produtos para quem tem cabelos cacheados e crespos

Fotografada por Bob Wolfenson, a cantora Gal Costa exibe cachos volumosos na capa de seu novo disco

Fotografada por Bob Wolfenson, a cantora Gal Costa exibe cachos volumosos na capa de seu novo disco Foto: Bob Wolfenson/divulgação

Famosa por sua cabeleira volumosa, a cantora Gal Costa apareceu recentemente com os cachos renovados, mais soltos - mas ainda exuberantes -, na capa de seu novo disco, "Estratosférica". No fim de abril, Michelle Obama surpreendeu ao surgir em um jantar de gala na Casa Branca com os fios naturais, bem diferentes do visual liso que costuma exibir. Em revistas de todo o mundo, editoriais de beleza que mostram mulheres lindas com cabelos enrolados são tendência. Após anos de reinado absoluto da chapinha e do alisamento, os cachos voltam a brilhar e, cada vez mais, a indústria de beleza oferece opções para quem quer valorizá-los. São salões, tratamentos e produtos voltados especialmente para os cuidados com os cabelos cacheados e crespos. 

A ideia de que esses tipos de fios têm opções limitadas de cortes e penteados ficou para trás.“O chanel e o long bob são ótimas pedidas, pois estão em alta e podem ser adaptados aos cachos”, diz a cabeleireira Milly Olmos, proprietária do salão paulistano Berlin Hair. Milly, que também é visagista, avisa: as ondas deixam o visual mais sexy. Outra especialista no assunto, Lúcia Santana, coordenadora da rede Beleza Natural, explica que cortes médios e longos em camadas dão movimento e ajudam a controlar o volume. Para quem prefere versatilidade, ela indica o comprimento curto, que pode ter a nuca batida ou ser chanel com a frente mais longa.

O conceito de que cabelos crespos e cacheados são mais fortes e resistentes também é errôneo. "Esse tipo de fio é frágil e, por ressecar com facilidade, pode ficar com a aparência opaca e sem vida", afirma o cabeleireiro Arillson Christino, do Instituto de Beleza Moça Bonnita, localizado no bairro da Aclimação, em São Paulo. Para hidratar e reduzir o volume e o frizz, ele recomenda um tratamento à base de manteigas de abacate e karitê, ômega 6, óleo de oliva, complexo de aminoácidos e vitaminas A, K, D e E. No Instituto Beleza Natural, que têm unidades em São Paulo, Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, o procedimento químico mais procurado chama-se “Super-Relaxante” e promete controlar o volume, definir os cachos e dar brilho. Segundo a empresa, o tratamento não contém formol e é composto por extratos de açaí e de cacau.

Mas vale o aviso: quem costuma fazer alisamento e se animou com a ideia de voltar a ter cachos pode encontrar dificuldades no período de transição. A atriz Maria Bia sentiu isso na pele, ou melhor, nos cabelos. Ela precisou alisá-los para viver uma personagem vietnamita no musical teatral "Miss Saigon". “Com seis meses de temporada o meu cabelo não aguentou. Estava quebrando e caindo muito, pois, além da química, ainda tinham as escovas e chapinhas diárias”, conta. A produção da peça acabou autorizando a atriz a usar uma peruca, mas para conseguir seu cabelo de volta ela teve que cortar a parte alisada. 

 Hoje Bia está radiante com seus fios crespos e não descuida deles. Entre os produtos produtos obrigatórios na nécessaire de mulheres que têm cabelos cacheados e crespos , estão o finalizador (leave-in, ativador de cachos ou mousse) e um pente com dentes largos. “Escova nunca", diz, Marcos Coraza, profissional do Gilberto Cabeleireiros, de São Paulo. "Com os fios ainda molhados, use o pente e deixe secar naturalmente ou utilize um difusor." Até quem tem as madeixas lisas pode entrar na onda para uma ocasião especial! Basta fazer babyliss em pequenas mechas por todo o cabelo e não soltar os cachos, no melhor estilo permanente dos anos 80.