Burberry se inspira em Henry Moore no último desfile da Semana de Moda de Londres

reuters - O Estado de S.Paulo

Obra do artista foi o ponto de partida para a nova coleção da grife britânica, que foi apresentada na segunda-feira, 20

Desfile de outono/inverno 2017 da Burberry na Semana de Moda de Londres.

Desfile de outono/inverno 2017 da Burberry na Semana de Moda de Londres. Foto: AP Photo/Kirsty Wigglesworth

O artista britânico Henry Moore foi inspiração para a mais recente coleção da Burberry, desfilada na Semana de Moda de Londres na segunda-feira, 20. No show de moda masculina e feminina da marca, o diretor criativo Christopher Bailey apresentou roupas de malha desconstruídas, camisas penduradas e peças clássicas.

Para as mulheres, vestidos de renda de marfim usados ​​com malhas ou sobre camisas brancas com babados e tops listrados. Destaque para os detalhes de corda. Bailey também exibiu vestidos curtos de um ombro só, capas e calças azul índigo. 

As camisas masculinas também foram adornadas com cordas, enquanto as calças eram de cintura alta. Uma seleção de jaquetas e casacos Burberry apareceu com formas estruturadas desta vez.

Elena Perminova na passarela da grife britânica.

Elena Perminova na passarela da grife britânica. Foto: REUTERS/Luke MacGregor

"Estou sendo influenciado pelo trabalho de Moore há algumas coleções", disse Bailey à Reuters. "Mas eu realmente nunca estive tão perto de sua obra e é isso que eu queria fazer: entender o processo de criação."

Moore, que morreu em 1986, era conhecido por suas esculturas de bronze, algumas das quais estavam expostas onde aconteceu o show da Burberry. Exceto por alguns desenhos estampados em vestidos e camisas masculinas, a paleta de cores era restrita ao branco, marfim, cinza e azul.

"(Moore) sempre usava camisas na cor azul índigo com listras e um avental listrado. Eu quis mostrar o seu guarda-roupa, mas também suas esculturas monumentais", disse Bailey.

No fim, o estilista, que como Moore vem de Yorkshire, exibiu modelos decorados em pérolas, penas, rendas e outros enfeites luxuosos.

O show foi o segundo no formato 'see now, buy now' da Burberry - o que significa que os fashionistas já podem comprar suas peças preferidas.

"Estamos testando novas formas de fazer as coisas, o mundo está mudando drasticamente e é importante que a gente, como indústria, explore jeitos diferentes de mostrar as coleções aos nossos clientes e às pessoas que amam moda, design e criatividade", disse o designer.