As cantoras que as grifes adoram

Daniel Tavares - O Estado de S.Paulo

Cada vez mais ícones da música migram para as campanhas de moda. Saiba quem está fazendo barulho no mercado fashion

Rita Ora em campanha da linha Material Girl para Macy"s: a cantora está em todas

Rita Ora em campanha da linha Material Girl para Macy"s: a cantora está em todas Foto: Divulgação

E o título de ícone fashion de 2014 vai para... Rihanna. A cantora de Barbados, ilha caribenha na América Central, foi eleita pelo Conselho de Estilistas da América (CFDA - Council of Fashion Designers of America) o maior nome da moda do ano por sua contribuição como embaixadora de tendências e criadores - receberá a condecoração em junho. Em 2011, a eleita foi Lady Gaga, outra estrela da cena musical internacional.

A escolha de Gaga e agora de Rihanna, que já colaborou com a Armani, assina uma linha para River Island e nas últimas temporadas tem vivido uma parceria sólida com a Balmain - grife que anda traduzindo o estilo sexy da cantora como nenhuma outra -, só reforça o quanto a relação entre moda e música anda cada vez mais simbiótica. Atualmente, é impossível pensar em uma popstar que só tenha uma boa voz ou um repertório original. “Estilo é tão forte quanto o carisma, faz parte do star quality e é uma parcela muito relevante do universo do artista e do business”, afirma a stylist e consultora de moda Manu Carvalho. E é neste contexto que entram as grifes, que estão extremamente atentas para garotas (e garotos) da música cujo estilo possa traduzir o conceito de suas roupas ou produtos de beleza.

À la Donatella Versace, Lady Gaga aparece platinada na campanha da grife italiana

À la Donatella Versace, Lady Gaga aparece platinada na campanha da grife italiana Foto:

“A moda é a cronista dos tempos e, desde os anos 60, tem estado de olho na música como fonte de inspiração e contato com a vida real. E a música, por sua vez, serve de trilha sonora para os movimentos comportamentais que desenham a moda. É uma equação muito vitoriosa”, opina Jackson Araujo, consultor criativo e sound-stylist da SHHH.FM.  Ainda segundo ele, como a moda odeia envelhecer e tem essa necessidade de reinventar-se, a música é um alvo perfeito, já que está sempre oferecendo novos nomes para alimentá-la.

O que vem primeiro?

Nessa onda, são as artistas que vão atrás dos estilistas ou as marcas é que procuram as estrelas da música? “É muito difícil responder qual é a origem dessa “cadeia alimentar”, mas eu acredito que os vetores acabam indo nas duas direções. A indústria da moda quer ter estrelas associadas às suas grifes e as celebridades também querem se vestir com as roupas mais incríveis assinadas por estilistas renomados”, diz o estilista Dudu Bertholini, um dos idealizadores da grife Neon, que no momento assina como stylist  o visual da atriz e cantora Marjorie Estiano, que lança um novo álbum em breve.

Nas últimas temporadas, não faltaram cantoras alçadas ao posto de ícone fashion. Depois de Beyoncé, agora chegou a vez de sua irmã, a também cantora Solange Knowles, colocar seus pés (literalmente) no mundo da moda e lançar uma linha de calçados em parceria com a Puma. Lorde, a cantora teen neozelandesa de ares góticos, está assinando uma coleção de make para a MAC (Rihanna e Lady Gaga também já assinaram suas linhas para a famosa grife de cosméticos). A irreverente Rita Ora parece ser a estrela da vez: está em capas de revistas, estrelou campanhas para grifes como DKNY, Rimmel, C&A, além de ter protagonizado uma campanha da linha Material Girl, que Madonna assina há algumas estações com sua filha Lourdes, vendida na loja de Departamento Macy´s, sempre com um sucesso estrondoso. Recentemente, Rita Ora também assinou uma parceria com a Adidas. A marca lançará cinco coleções cápsulas com a curadoria de Ora. E a cantora Erykah Badu? Apesar de fazer sucesso na música há muito tempo, seu potencial fashion foi descoberto recentemente na campanha da Givenchy, inspirada na África e no Oriente.

Riccardo Tisci sempre convida artistas para as campanhas da Givenchy. Erykah Badu é quem estrela a última

Riccardo Tisci sempre convida artistas para as campanhas da Givenchy. Erykah Badu é quem estrela a última Foto:

A ruivíssima Florence Welch, da banda Florence and The Machine, é a queridinha de Karl Lagerfeld, da Chanel, e virou umas das embaixadoras da marca. O estilo bem feminino da artista, famosa por seus chapéus, vestidos fluidos e também por amar peças de alfaiataria, personificam a “mulher Chanel”. Já foi capa de revistas importantes como Vogue inglesa. Lana del Rey é outra cantora em evidência no mundo fashion com seus looks de design retrô, pontuados por peças bem contemporâneas. Ela já foi covergirl de revistas como Glamour, Vogue Italia e Q Magazine, além de ter posado para grifes como H&M. 

Outra musa que veio do soul é Janelle Monáe, que usa e abusa de alfaiataria para compor seu estilo andrógino-chic. Em maio, ela foi convidada por Karl Lagerfeld para fazer um pocket show depois do desfile da coleção resort 2015 da Chanel, em Dubai. Arrasou, como sempre, na música e no figurino: desta vez, apareceu com um look preto e branco da grife, arrematado pelo colar de pérolas gigantes da marca.

Entre as meninas que surgiram bem novinhas no showbiz e agora querem deixar de lado o passado para investir em uma carreira mais adulta estão Demi Lovato e Miley Cyrus. A primeira foi musa de Camp Rock. Dona de um estilo mais rocker, com cabelos coloridos, ela parte agora para algo mais sofisticado e girly em suas aparições públicas. Ela é adepta da nail art e tem uma coleção de esmaltes em parceria com a marca The New Black.  Capas? Já foi covergirl de publicações como Cosmopolitan, Nylon e Teen Vogue. Já Miley, que ficou famosa pelo personagem Hannah Montana, da Disney, optou por chamar a atenção para sua nova fase se tornando uma garota problema. Noites de bebedeiras, drogas, cancelamento de shows, discussões com fotógrafos, fotos e clipes sem roupa já fazem parte de seu currículo. O simples fato de ter cortado o cabelo bem curtinho, com direito a laterais raspadas, parece ter agradado em cheio às publicações de moda, como Elle UK e Cosmopolitan, e V magazine, que fizeram questão de colocar a cantora em diversas capas.  Ela também foi escolhida como garota propaganda da grife Marc Jacobs.

Garotas da capa: Florence Welsh na Vogue Japão, Miley Cyrus na Elle e Demi Lovato na Nylon

Garotas da capa: Florence Welsh na Vogue Japão, Miley Cyrus na Elle e Demi Lovato na Nylon Foto: Reprodução

Quem mais vem por aí? Muita gente anda apostando nas três irmãs Haim, da banda homônima de rock indie, de Los Angeles. Cada uma tem um estilo próprio: a vocalista Danielle segue um visual despojado e adora look total jeans. Já Este é a mais girly das três, adora maquiagem e saias curtas acinturadas. Por fim, Alana, que  é a mais sexy e adora abusar de shorts curtos. Elas já se apresentaram em eventos de grifes como Chloé e TopShop. Há quem cite também a inglesa Aluna Francis, do duo de música eletrônica AlunaGeorge. A garota é sexy, e abusa do estilo esportivo com roupas bem curtas ou oversized. A Vogue Fashion Fundation adora a dupla e fez questão de ajudá-la no lançamento de um de seus videoclipes.

Nem sempre a moda tenta laçar cantoras com um estilo ultrafashion. Muitas vezes, fazer a linha cool é também um chamariz: caso de Lou Doillon, filha de Jane Birkin e do diretor de cinema Jacques Doillon, que acaba de ser fotografada pelo duo Inez & Vinoodhr, ao lado de Julia Stegner, para a campanha da Chloé. Ela também já estrelou fotos para Miu MIu e Isabel Marant, na coleção para H&M.

A Fendi, que tem tradição em buscar inspiração na música (vide Amy Winehouse e Beth Ditto), agora acaba de chamar a canadense Kiesza para estrelar sua nova campanha de óculos. A cantora fez sucesso com o vídeo Hideaway, em que aparece com look anos 80. 

A canadense Kiesza é a nova aposta da Fendi

A canadense Kiesza é a nova aposta da Fendi Foto:

Enfim, o casamento entre a indústria fashion e a musical anda mais sólido e efervescente do que nunca. Desde Madonna, que já encarnou tantas mulheres e estilos, há sempre uma nova cantora para estampar uma capa, desenhar uma coleção com seu estilo, ou mesmo desfilar como garota-propaganda. E também haverá sempre espaço para aquelas que já se tornaram ícones se reinventarem por meio da moda. Tudo isso faz parte da engrenagem que move o showbiz. “A moda não é somente uma ferramenta de divulgação. Ela também pode ser muito divertida para o artista, porque moda também é isso: magia e diversão”, finaliza Manu.

A mãe de todas

Sem dúvida nenhuma a grande estrela dessa simbiose moda-música nas últimas décadas tem sido Madonna. Como a própria moda, ela está sempre se reinventando. Já passou de extremos como a garota sadomasoquista da fase Erotica à mãe espiritualizada de Ray of Light. Ela lança tendências, dita comportamento, escolhe sempre os melhores estilistas e a mídia acompanha e divulga cada um de seus passos. "Acredito que a turnê Blond Ambition, nos anos 90, com figurinos de Jean-Paul Gaultier, com direito ao sutiã em formato de cone, foi a mais emblemática na relação da cantora com o universo fashion, pois no palco o que estava em jogo era muito mais do que figurinos incríveis, havia ali uma atitude política e social, sobretudo em favor das mulheres poderem se expressar com total liberdade", diz o estilista Dudu Bertholini.

Madonna agora está na capa da edição de junho da V Magazine, ao lado de Katy Perry, outro ícone de música fashion. As duas protagonizam um ensaio com referências sadomasoquistas. 

Pós Madonna, quem causou barulho na moda com proporções gigantescas foi Lady Gaga. Ela surgiu como um relâmpago e seu estilo completamente camaleônico e totalmente fora de qualquer padrão parecia levantar uma bandeira do "seja você mesmo ainda que seja diferente de todo mundo, ainda que você seja um freak". Gaga fez parcerias com diversos estilistas, como Alexander McQueen, Prada, Marc Jacobs, mas sua parceria mais vitoriosa foi com o stylist Nicola Formichetti, que foi o grande responsável por montar seus looks mais extravagantes, como o vestido de carne crua que desfilou no VMA Awards. " Ela conseguiu extrapolar o eixo música-moda, criando um elo forte entre música, moda e arte", afirma Jackson.

Atualmente, a cantora é a estrela da Versace e tornou-se amiga íntima de Donatella Versace, que comanda a grife criada por seu irmão Gianni. Em tempo: nas fotos estreladas por Gaga, ela praticamente personifica a imagem de Donatella com longos cabelos loiros e lisos e pele bem bronzeada. Neste caso, o conceito de simbiose parece ter sido levado ao pé da letra.