Aprenda a recuperar o cabelo seriamente danificado

Redação - O Estado de S.Paulo

O cabeleireiro Ricardo dos Anjos ensina a identificar danos e cuidar dos fios

Cabelos danificados precisam de hidratação e nutrição dos fios

Cabelos danificados precisam de hidratação e nutrição dos fios Foto: Pexels/Pixabay

Em um dia comum, o cabelo enfrente uma série de fatores que são prejudiciais a ele como poluição, sol e calor. E muitas brasileiras ainda usam diariamente secador, chapinha e babyliss para finalizar o penteado, o que danifica ainda mais os fios. 

Ricardo dos Anjos, dono no salão House Of Beauty e apresentador do programa SOS Salvem o Salão dá dicas para identificar o cabelo danificado e ensina a cuidar deles. 

O cabeleireiro também é consultor do Boticário, marca que acaba de lançar a linha Match SOS Reconstrução, composta de shampoo, condicionador, máscara de tratamento, spray de proteína e óleo reconstrutor, que promete reparar os fios severamente danificados em 15 dias. 

Como identificar um cabelo severamente danificado?

São os fios elásticos, frágeis, quebradiços, com pontas duplas e alto nível de porosidade e podem chegar até, em alguns casos, ao corte químico. Cabelos com química (coloração, descoloração e alisamentos) e que sofrem intervenções mecânicas (utilização de secador, chapinhas e babyliss principalmente) podem ser severamente danificados e identificados alto nível de ressecamento, falta de brilho e movimento.

O que é corte químico?

Quem já passou por esse pesadelo, sabe o quão importante é tratar os fios para que eles não cheguem ao ponto de se partirem sozinhos. O corte químico se dá quando abusamos da química ou dos procedimentos mecânicos (secador ou babyliss) e exigimos demais do cabelo. O excesso de procedimentos químicos como descoloração e alisamento com hidróxido de sódio podem sofrer quebra geral e agressiva e, quando isto acontece, chamamos de corte químico.

Qual é a diferença entre hidratação e reconstrução do fio?

A principal função da hidratação é a reposição de umidade e nutrientes nos fios, garantindo maciez, maleabilidade, alinhamento e suavidade para os cabelos. Efeitos como ressecamento, pontas duplas e falta de brilho são os que mais demandam hidratação.

Já a reconstrução é a reposição da massa dos fios: matérias como proteínas e aminoácidos são o que garantem a densidade aos fios, dando força e saúde. E são os cabelos elásticos, com alto nível de porosidade e quebra, que mais necessitam de reconstrução.

Como os aminoácidos e proteínas reparam os cabelos severamente danificados?

Enquanto as partes danificadas do fio possuem carga negativa, os aminoácidos possuem carga positiva, e por isso são atraídos direto para as “lacunas” do fio. Por serem moléculas muito pequenas, os aminoácidos têm a capacidade de permear o interior da fibra capilar tratando de dentro para fora. Já a proteína, por ser uma molécula maior, se deposita no exterior da fibra capilar tratando as regiões externas e danificadas do fio.

A combinação destes 2 ativos garante o tratamento do fio de forma direcionada e inteligente, repondo massa e densidade da fibra para fios recuperados, forte e resistentes novamente.

Porque é preciso usar a máscara e o condicionador e não só a máscara?

A máscara tem uma grande carga de ativos e tem alto poder de hidratação. Seu foco principal é entregar o tratamento dentro do fio (córtex). O condicionador entrega tratamento diário, com fórmula menos concentrada, entretanto é indispensável pois sua principal função é selar as cutículas garantindo que os ativos entregues pela máscara permaneçam dentro dos fios.