A onda do Ballet Fitness

Marina Domingues - O Estado de S.Paulo

Aulas que misturam movimentos da dança clássica e exercícios de ginástica conquistam fãs em busca do corpo sequinho

Modalidade conquistou Gabriela Pugliesi, Helena Bordon, Mica Rocha, Carol Magalhães e Laura Neiva

Modalidade conquistou Gabriela Pugliesi, Helena Bordon, Mica Rocha, Carol Magalhães e Laura Neiva Foto: Sérgio Castro/Estadão

Esqueça os tutus cor-de-rosa e os movimentos corporais lentos. Um novo tipo de balé clássico, criado pela goiana Betina Dantas, virou a nova sensação das academias. Trata-se do chamado Ballet Fitness, um método que mistura passos da dança tradicional a exercícios de ginástica aeróbica e localizada, como agachamento e abdominais. Uma sessão pode proporcionar o mesmo gasto calórico que a corrida, mas chega a queimar três vezes mais gordura do que o exercício da esteira, segundo uma pesquisa feita pelo o Dr. Franz Burini, especialista em Medicina do Esporte e marido de Betina. Em São Paulo, é extensa a lista de it-girls que praticam a modalidade: Gabriela Pugliesi, Helena Bordon, Mica Rocha, Carol Magalhães, Laura Neiva, entre outras.  

Tudo começou com uma lesão sofrida por Betina, que na adolescência já era bailarina profissional, no tornozelo esquerdo. "Foi grave e o diagnóstico era que nunca mais poderia usar sapatilha de ponta. Aquilo acabou comigo." Betina buscou alternativas como a musculação, a natação e o jazz. Mas nada a satisfazia ou moldava o seu corpo como o balé. Formada em Educação Física, a bailarina decidiu criar exercícios próprios para si. "Tudo muito simples, porque eu não podia fazer nada elaborado, devido a minha lesão", explica. As amigas começaram a acompanhar Betina através dos vidros da academia e a se interessar pelo método recém inventado. "Criei uma aula de balé acessível e aproveitei para colocar movimentos da musculação, para que as mulheres saíssem dali com tudo resolvido", brinca Betina. "E com o corpo de bailarina, que é a melhor parte." 

Nascia assim o Ballet Fitness, há dez anos, em uma academia em Goiânia. Mais tarde, o método foi adotado pela rede de academias Bodytech, que convidou Betina para levar a metodologia a São Paulo. Com passagens por academias e escolas de dança na capital, a bailarina viu sua técnica se popularizar em outubro de 2013, com um post da blogueira fitness Gabriela Pugliesi. "Já dava muitas aulas, mas quando ela falou do meu método em seu Instagram foi uma loucura, a procura triplicou." As amigas e as fãs de Pugliesi começaram buscar o Ballet Fitness. Além disso, a atriz Ingrid Guimarães, prima de Betina, indicou as aulas para a atriz Flávia Alessandra, que virou adepta. 

Com o público crescendo, Betina precisou reestruturar a metodologia, organizar os horários e treinar professores, para então abrir seu estúdio próprio, em setembro deste ano. E não parou por aí: já internacionalizou o método, com professores em Nova York e tem planos de expansão no Chile, na França, em Portugal e na Áustria. "É uma técnica 100% brasileira, e isso tem que ser valorizado."