5 perguntas para Cris Herrmann

Marina Domingues - O Estado de S.Paulo

Presente em 9 entre 10 desfiles internacionais, a modelo fala sobre sua rotina fora do Brasil e cuidados de beleza

Presente em 9 entre 10 desfiles internacionais, a modelo fala sobre sua rotina fora do Brasil e cuidados de beleza

Presente em 9 entre 10 desfiles internacionais, a modelo fala sobre sua rotina fora do Brasil e cuidados de beleza Foto: Renato Leite

 A modelo Cris Herrmann é um dos nomes mais festejados da moda nacional – e internacional. Aos 24 anos, a gaúcha coleciona uma lista de desfiles para lá de badalados em seu currículo, como Peter Pilotto, Phillip Lim e Céline, neste último escolhida para abrir e fechar o desfile da grife na temporada de Inverno 2013. Foi aí que a porta se abriu e a top virou queridinha da moda internacional, com desfiles, editoriais e campanhas. Nessa temporada, a modelo foi exclusiva da Sacada – marca carioca que estreou na SPFW. Conversamos com a top no backstage do desfile, confira:

Qual foi o desfile mais marcante que você já fez?

Com certeza o da Céline, que foi quando tudo começou. Lembro que dormi uma hora na noite anterior ao desfile, fiquei trabalhando com a estilista da marca Phoebe Philo durante duas semanas, e, no dia que antecedeu a apresentação, fiquei até muito tarde com ela, fui para casa, tomei banho e fui para o desfile, que era de manhã. Fiquei muito nervosa, não parava de tremer. 

Seu corte de cabelo é um dos mais comentados da cena fashion. O que você faz para cuidar dos fios?

Passo tonalizante da mesma cor do cabelo a cada dois meses. Para mim, essa é a melhor hidratação, dá brilho.

Você veio  com exclusividade para a marca Sacada. Como você se sente? 

É incrível, um reconhecimento do meu trabalho. É maravilhoso ver que a grife apostou em mim. 

Como você se divide entre as capitais da moda?

Moro em Nova York, mas agora vou ficar até dezembro em Paris. O mercado de Nova York é mais comercial, mas para fazer uma carreira com bons editoriais tenho que estar em Paris. O melhor do melhor está lá. 

Qual é seu objetivo atual da carreira?

Estou só no começo, tenho muitos sonhos para conquistar ainda. Quero construir minha imagem no exterior, ser uma modelo reconhecida fora primeiro. Porque desfilar aqui é influência, quando já se tem força no mercado internacional é mais fácil voltar para cá, com mais bagagem.

Presente em 9 entre 10 desfiles internacionais, a modelo fala sobre sua rotina fora do Brasil e cuidados de beleza

Presente em 9 entre 10 desfiles internacionais, a modelo fala sobre sua rotina fora do Brasil e cuidados de beleza Foto: Renato Leite