Modelo transgênero da SPFW diz que rótulo é importante para enfrentar o preconceito

Gabriela Marçal - O Estado de S. Paulo

Valentina Sampaio estreia na semana de moda de São Paulo, após se tornar a primeira brasileira transexual embaixadora da marca de cosméticos L’Óreal Paris

Valentina Sampaio estreou na última edição da SPFW

Valentina Sampaio estreou na última edição da SPFW Foto: Fernanda Figueiredo

Valentina Sampaio é conhecida hoje como a modelo transgênero da Semana de Moda de São Paulo (SPFW). O rótulo não a incomoda nem um pouco, pois ela acredita que ainda é importante combater o preconceito. No entanto, espera que isso não seja mais necessário no futuro: “eu sou uma modelo e eu tenho que ser escolhida pelo meu trabalho, pela minha imagem, pela minha beleza. Não pela minha condição”.

A modelo estreia na SPFW em uma edição em que o tema é ‘Trans’ e essa é uma bandeira que ela faz questão de levantar. “É um momento em que estamos tendo essa visibilidade e precisamos falar disso agora para que no futuro isso não seja mais necessário. Espero que um dia não existam mais esses rótulos, pois todos nós somos seres humanos e exigimos respeito”, afirma Valentina.

E essa visibilidade pode ajudar a carreira de uma modelo? “Talvez sim, talvez não. É muito relativo... [Valentina fica alguns instantes pensativa, desvia o olhar, desfaz o sorriso] Pode sim dar mais destaque. Ou não, porque ainda existe muito preconceito”.  

Nas primeiras entrevistas que concedeu, a modelo afirmou que não sofreu discriminação, pois veio de uma comunidade muito pequena de pescadores em Aquiraz, cidade localizada no litoral do Ceará, a 40 minutos de Fortaleza. “Onde eu nasci todo mundo se conhecia, as pessoas respeitavam a minha essência. Eu já nasci assim e sempre transmiti isso, então em nenhum momento aconteceu uma mudança”, conta a jovem com trejeitos ingênuos.  

Porém, já não é mais tão automático dizer que não foi rejeitada. Após ler os comentários nas redes sociais sobre a sua história, o discurso mudou um pouco. “Não sofri diretamente. Mas depois da publicação das reportagens, vi como as pessoas ainda podem ser más”, diz Valentina que acredita que o mundo está em transformação, mas a “passos pequenos”.

A relação de Valentina Sampaio com a moda começou na infância, quando ela confeccionava roupas para as bonecas. Aos 16 anos de idade, foi descoberta em uma feira de moda de Fortaleza, cidade na qual fez dois anos da faculdade de moda. Agora, aos 19 anos, ela mora em São Paulo e cursa arquitetura.

Nesta temporada, a mulher de 1,77 de altura esteve na passarela das marcas À La Garçonne, Patrícia Viera, Fernanda Yamamoto, Experimento Nohda, Ronaldo Fraga e Helô Rocha.