Estilo de Michelle Obama marca passagem de Barack pela presidência dos EUA

Anna Rombino - Especial para O Estado de S. Paulo

Desde Jackie Kennedy uma primeira-dama não ficava tanto no radar da indústria da moda

Michelle Obama é conhecida por seus looks modernos. 

Michelle Obama é conhecida por seus looks modernos.  Foto: Jim Wilson/The New York Times

Faz tempo que não se prestava tanta atenção no estilo de uma primeira dama quanto nos últimos oito anos - desde Jackie Kennedy, que ocupou o posto nos anos 1960, a mulher do presidente dos Estados Unidos não ficava tanto no radar da indústria da moda quanto agora.  

Enquanto a Sra. Kennedy fez de seu guarda-roupa um uniforme clássico, com tailleurs de corte impecável e vestidos de gala memoráveis, Michelle sustenta um visual moderno e acessível, passando a impressão de que ela, o marido e as filhas poderiam muito bem ser vizinhos de qualquer um de seus eleitores. 

Michelle sustenta essa imagem sem clichês e com muito bom humor, abusando de cores, estampas e cortes diferentes. Assim, está sempre elegante e apropriada para a ocasião. “Eu não me preocupo com tendências. O que fica bem em uma rainha das selfies de 18 anos não combina com uma primeira-dama de 52 anos e mãe de adolescentes”, contou ela em entrevista ao Washignton Post. “Meu estilo é muito casual. Gosto de camiseta e jeans. Também amo cores e peças confortáveis.”

REUTERS/Jason Reed
Ver Galeria 11

11 imagens

Michele não se vende para a grande indústria da moda europeia e prefere investir em estilistas contemporâneos importantes nos Estados Unidos, como Narciso Rodriguez, Prabal Gurung e Jason Wu, ou até em roupas de marcas de fast fashion e lojas de departamento (que, obviamente, esgotaram após terem sido usadas pela primeira dama). 

Em 2010, no meio do primeiro mandato de Obama, um estudo da Stern School of Business da Universidade de Nova York constatou que, em média, o valor de uma marca aumentava US$14 milhões após Michele usar uma de suas peças. As atenções sobre o guarda-roupa dela talvez se deva ao fato de ele realmente revelar a personalidade de uma pessoa pública - e histórica - de uma maneira jamais vista.  

As ideias progressistas do governo de seu marido, a importância de uma família negra morando na casa mais conhecida do mundo e a mãe preocupada com a saúde das crianças (no caso, todas as crianças americanas). Está tudo em suas roupas, basta olhar atentamente.