Especialista tira dúvidas sobre criolipólise, tratamento que promete reduzir a gordura localizada

Anna Rombino - Especial para O Estado de S. Paulo

Fisioterapeuta dermatofuncional Priscila Ferrari explica como funciona o procedimento, quem pode fazê-lo e em quais áreas pode ser aplicado

A criolipólise é um tratamento que promete reduzir a gordura localizada

A criolipólise é um tratamento que promete reduzir a gordura localizada Foto: Divulgação

Mesmo com uma dieta equilibrada e exercícios físicos regulares, a gordura localizada é difícil de ser eliminada. Por isso, um procedimento chamado de criolipólise ficou tão famoso. Desenvolvido na Universidade Harvard, nos Estados Unidos, o tratamento estético é baseado no congelamento das células de gordura, que acabam sofrendo uma alteração de estrutura e são eliminadas pelo organismo. 

Na quarta-feira, 13, o Estado fez uma entrevista ao vivo pelo Facebook com a fisioterapeuta dermatofuncional Priscila Ferrari, que tirou as dúvidas dos leitores sobre a criolipólise. Confira algumas delas: 

O que exatamente é criolipólise ?

É um procedimento não invasivo que faz o congelamento seletivo da células de gordura. Nós determinamos uma área a ser tratada, o equipamento suga aquele local, que é congelado. De 25% a 30% daquelas células que foram congeladas deixam de ser células de gordura e em até 60 dias são eliminadas de forma natural pelo seu corpo.

Em quais partes do corpo o procedimento pode ser realizado?

A técnica nasceu para eliminar a gordura da área do tronco, do abdômen, dos flancos e a área do dorso. Hoje, com o avanço das técnicas e das ponteiras do aparelho, conseguimos trabalhar outras áreas, como os membros superiores e inferiores, e áreas menores, como a papada, o joelho e a gordurinha do sutiã.

A criolipólise faz perder medidas?

Qualquer procedimento estético reduz medidas porque estimula a drenagem linfática e a perda de água.

E quanto à gordura corporal?

O paciente perde de 25% a 30% da gordura que entra dentro da ponteira. As pessoas erram muito quando pensam que você vai perder essa quantia de gordura da área selecionada, por exemplo o abdômen. Na verdade, você perde quase 1/3 da gordura que entra dentro da ponteira.

Quem pode se submeter ao procedimento?

Os pacientes que não são muito ansiosos, porque os resultados demoram 60 dias para aparecer! A criolipólise não é recomendado para pessoas obesas. Hoje em dia fazemos em áreas maiores, mas o paciente tem que ter sobrepeso ou apenas gorduras localizadas.

E para quem você recomenda?

A estética trata o contorno corporal, então se o paciente perdeu muito peso recentemente ou não quer se submeter a cirurgia plástica, ele tem toda a indicação de fazer uma criolipólise. O tratamento elimina a gordura e não é invasivo.

Para onde vai essa gordura que é congelada?

Essa gordura é morta por um processo auto-imune. Suas células de defesa vão “matar” essa gordura que vai para a nossa circulação sanguínea e depois é eliminada por vias normais, ou seja, urina e sudorese, dentro de 60 dias.

Há algo que o paciente possa fazer para melhorar o efeito do tratamento?

Não, porque você já sai do consultório com as células de gordura fadadas a morrer. Então não adianta correr, usar cinta... Você não vai perder mais gordura por causa disso. 

Existe um número de sessões mínimas para fazer?

Não existe um número delimitado de sessões. Você deve procurar um profissional que vai avaliar sua quantidade de gordura e indicar a quantidade ideal.