Cavalera faz desfile sertanejo contra preconceito musical no País

- O Estado de S.Paulo

O estilista da marca Alberto Hiar conta por que resolveu levar para a passarela nomes como Luciano, da dupla com Zezé Di Camargo, e Fernando, de Fernando e Sorocaba

Na última terça-feira, 9, a Cavalera apresentou sua coleção verão 2017 inspirada no universo sertanejo. 

Na última terça-feira, 9, a Cavalera apresentou sua coleção verão 2017 inspirada no universo sertanejo.  Foto: Fernanda Calfat/Cavalera

Conhecida pelas roupas moderninhas e descoladas, a Cavalera fez na última terça-feira, 9, um desfile incomum: cantores da música sertaneja apresentaram a coleção verão 2017, inspirada no interior do Brasil e na música caipira. A ideia, batizada de "Nossa Moda de Viola", foi do criador da grife, o empresário Alberto Hiar, que colocou na passarela nomes como Luciano (da dupla Zezé de Camargo e Luciano), Fernando (da dupla Fernando e Sorocaba) e até Milionário e José Rico. 

O evento aconteceu no Tom Brasil, casa de shows localizada na zona sul de São Paulo, e recebeu mais de 3 mil pessoas. "Se eu optasse pelo tema e não trouxesse os cantores para o desfile, não teria essa troca de cultura. Dessa maneira, eles conhecem mais do nosso mundo e nós o deles", afirmou Hiar.

 

A coleção traz uma versão moderna e sofisticada do sertanejo. Na cartela de cores, preto e branco predominam, mas os tons de amarelo queimado, verde, camelo, cinza e dourado também estão presentes. As silhuetas femininas são alongadas com cinturas marcadas, babados e transparências e as masculinas foram inspiradas na alfaiataria clássica dos anos 1950. 

Peças estampadas, com flores e cactos, merecem destaque, assim como as roupas em patchowork. Itens clássicos da cultura sertaneja, como violas, aparecem representados em bordados feitos a mão.