Campanha de Jogos Paralímpicos com Cleo Pires e Paulo Vilhena causa polêmica na internet

Isabela Serafim - Especial para O Estado de S. Paulo

Em anúncio criado pela agência África para divulgar o evento, os atores aparecem com partes do corpo amputadas. Internautas criticam falta de representatividade

Paulo Vilhena e Cleo Pires na campanha "Somos Todos Paralímpicos"

Paulo Vilhena e Cleo Pires na campanha "Somos Todos Paralímpicos" Foto: Reprodução

A causa era nobre, mas o resultado acabou sendo de extremo mau gosto: para incentivar a venda dos ingressos dos Jogos Paralímpicos, que começam no dia 7, Cleo Pires e Paulinho Vilhena apareceram com membros do corpo amputados em fotos que causaram polêmica na internet. Criada pela agência África, a campanha "Somos Todos Paralímpicos" traz os dois atores "representando" os paratletas Bruna Alexandre, do tênis de mesa, e Renato Leite, do vôlei sentado.

Paulo Vilhena e Cleo Pires na campanha "Somos Todos Paralímpicos"

Paulo Vilhena e Cleo Pires na campanha "Somos Todos Paralímpicos" Foto: Reprodução

Porém, desde que foi divulgada na manhã desta quarta, 14, a peça publicitária vem sofrendo críticas exatamente pela falta de representatividade. Se a ideia é falar de inclusão, por que não colocar os próprias paratletas estrelando as fotos?, questionam os internautas. 

Cleo Pires e Paulo Vilhena com os atletas paralímpicos Renato Leite e Bruna Alexandre

Cleo Pires e Paulo Vilhena com os atletas paralímpicos Renato Leite e Bruna Alexandre Foto: Reprodução

Em tempo: as Paralimpíadas ocorrem até o dia 18 de setembro e os ingressos estão à venda a preços populares aqui.

Confira a repercussão negativa da campanha nas redes sociais.