Vaticano homenageia Galileu após 445 anos

Efe - O Estado de S.Paulo

O cientista italiano Galileu Galilei, que em 1633 foi acusado de heresia por afirmar que a Terra não era o centro do universo e girava em torno do Sol, recebeu ontem a primeira homenagem da Igreja Católica em 445 anos. O secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, descreveu Galileu como um "homem divino" em mensagem aos presentes à missa solene. Acrescentou que ele foi um homem de "ciência" e "fé".