Vaticano critica ação pró-aborto de Obama

AFP - O Estado de S.Paulo

O arcebispo Rino Fisichella, da Academia Pontifícia para a Vida do Vaticano, acusou o recém-empossado presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, de estar sendo arrogante por financiar organizações que defendem o direito ao aborto em países estrangeiros. Anteontem, Obama derrubou a suspensão ao financiamento a essas entidades, imposto pelo seu antecessor, George W. Bush. "É a arrogância de quem acredita estar fazendo o melhor ao apoiar a destruição de seres humanos", afirmou.