USP terá graduação em Engenharia de Biossistemas

Carina Urbanin - O Estado de S.Paulo

A Universidade de São Paulo (USP) prepara um novo curso de Engenharia voltado ao desenvolvimento de tecnologias para o agronegócio. Serão 60 vagas para Engenharia de Biossistemas, já oferecidas no próximo vestibular, em 2009, no câmpus de Pirassununga, interior de São Paulo. "Nosso País se destaca no agronegócio e precisa de técnicos capacitados", disse Celso Oliveira, professor de Engenharia de Alimentos da USP, que desenhou o projeto. Atualmente, a maioria dos sistemas usados na agricultura e agropecuária brasileiras, como o rastreamento do gado, é importada dos Estados Unidos, do Japão e de países da Europa.O curso, integral e com duração de cinco anos, será o primeiro do gênero na América Latina. Segundo Oliveira, ocupará um espaço entre a Engenharia Agrícola e a Agronomia. No campus de Pirassununga já funciona uma pós-graduação na área, para a formação de pesquisadores. O curso de graduação permitirá formar um maior número de profissionais.ATUAÇÃO"O agrônomo deve proporcionar condições de sistema - solo, planta e atmosfera - para um bom resultado na produção. O engenheiro agrícola cuida da infra-estrutura e o profissional de biossistemas deverá cuidar dos sistemas tecnológicos aplicados aos dois segmentos anteriores", diz Oliveira.