Um milhão de nomes

Agencia Estado - O Estado de S.Paulo

O nome que você batizou o seu gato é aquele que ele atende nos dias de hoje? Pois em casa não. Conversa de maluco? Deixa eu explicar. Tudo começou no musical ?Cats?. Eu uma passagem do espetáculo, era afirmado que quantos mais nomes o gato possuía, maior sua nobreza. Pois se formos medir o grau de evolução dos bichanos dessa maneira, os meus filhotes deveriam ser condecorados Rainha e Rei da Inglaterra. Minha gata siamesa nasceu Dylan e meu gatinho persa, Bono (elementar). Com o passar do tempo, fui adaptando apelidos diversos pros dois. Até quando levei o Bono para sua consulta na numeróloga fui obrigado a escrever todos os apelidos que o Super-Bono ganhara até o momento: Bonocle, Bjorn, Capeta, Bono Boxe, Bone Cleanners etc. Cada um deles deveria ser utilizado em determinada situação. A Dylan então, coitada, tem milhares de nomes e apelidos colecionados em seus 10 anos de vida: Carrilo, Capilé, Mexicana, Dylana, Broaca Veterana, Gordylan (?ei, pára com isso Papi?, miou a própria), entre tantos outros. Se nunca tentou, experimente. A brincadeira é uma delícia.