Transmissão por ''''Aedes aegypti'''' é o maior temor

Emilio Sant?anna - O Estado de S.Paulo

O infectologista Vicente Amato Neto alerta que pode estar se disseminando um clima de pânico no Paraguai. "Ao que parece, é uma questão que nós já conhecemos", afirma. "As pessoas circulam por áreas silvestres sem ser vacinadas e acabam contaminadas." A ameaça à saúde pública, portanto, seria restrita.No entanto, ele ressalta que, se ficar comprovada a contaminação de febre amarela por Aedes aegypti no país vizinho, há motivo para preocupação, porque neste caso cresce a probabilidade de contaminação em áreas urbanas. "Os epidemiologistas paraguaios têm que dar uma resposta rapidamente", diz.