Sem luxo em casa, eles emitem 7 t de CO2

- O Estado de S.Paulo

Na casa da família Rodrigues, quem fiscaliza o consumo doméstico é Vitória, de 8 anos. Ela mora com o pai, o despachante Adriano, a mãe, Érika, e a irmã, Maria de Cássia, de 2. Vivem em um pequeno apartamento de dois quartos, na Vila Alpina, zona leste de São Paulo, e emitem por ano 7 toneladas de CO2 equivalente, um dos gases responsáveis pelo efeito estufa. Para neutralizar essas emissões, precisariam plantar 26 árvores, segundo cálculo da consultoria Max Ambiental. Na conta, foram levados em consideração os consumos de energia, gás, gasolina e a quantidade de lixo produzido."Minha avó disse que a gente tem de economizar", ensina Vitória. Mesmo com a pouca idade, ela dá o bom exemplo. Quando vê uma luz acesa, corre para apagar. Difícil mesmo é tirá-la do chuveiro. "Você sabe como são as crianças, nunca querem tomar banho. Mas quando entram, não querem sair", brincam os pais.Adriano e Érika descobriram o aquecimento global pela televisão e sabem que um dos grandes emissores de carbono na família é o carro. "Gasto R$ 20 todo dia com gasolina", diz o marido. Ambos percebem os efeitos da poluição na saúde das filhas. "Freqüentemente tenho de levar as meninas ao hospital. Elas vivem com problemas respiratórios", lamenta Érika.A máquina de lavar louças estragou e o freezer da família Rodrigues não é ligado há muito tempo. "Percebemos que não fazem tanta falta", diz Érika. No supermercado, eles não olham se a mercadoria que estão comprando é "verde", mas separam as latinhas para entregar aos porteiros do prédio. "Eles vendem para uma cooperativa e no fim do mês tiram um dinheirinho extra."Os hábitos dos Rodrigues são parecidos com os da maioria da população de São Paulo. O presidente do Instituto Brasil Ambiente, Sabetai Calderoni, dá dicas para as famílias que desejem reduzir o consumo. "Ações simples, como usar apenas lâmpadas frias e separar o lixo orgânico do reciclável, já fariam diferença." Calderoni sugere também trocar o carro a gasolina por álcool e usar gás para aquecer a água.